[ PAUL DIANNO ] - The Number Of The Beast é um disco fantástico diz o ex vocalista.

 Todos tem acompanhado ( com alegria)  o fim de uma animosidade que existia entre Paul e a banda. E agora estamos quase que em uma nova lua de mel, onde Paul "desligou" o seu personagem "punk" que por anos e anos ocupou espaço em entrevistas em que ele criticava firmemente a banda!
Agora o tempo e os acontecimento nos trouxeram um Paul Andrews que está em uma fase diferente e mais grata por tudo que tem ocorido.
Sendo assim o  grande Paul Di'Anno, que cantou nos dois primeiros discos de estúdio do Iron Maiden, concedeu entrevista ao site Brave Words. O lendário frontman, que recentemente se reconectou com Steve Harris, falou um pouco sobre sua ex-banda, algo que ele deve fazer em entrevistas desde que foi demitido, no longínquo 1981.

Logo de cara, Paul foi questionado sobre o que sentiu ao ouvir seu substituto Bruce Dickinson cantando as músicas que ele gravou com o Maiden. "Está tudo bem. Bem, ah, [são] duas vozes diferentes, você entende o que quero dizer? Ele lida muito bem, na verdade. Temos duas vozes diferentes. Pareceu um pouco estranho, mas você sabe, foi bom".

Na sequência, Paul deu a sua opinião sobre "The Number Of The Beast", primeiro álbum do Iron Maiden com Bruce nos vocais. "Aquele álbum ‘The Number Of The Beast’ é absolutamente incrível, eu amo isso. Houve alguns ótimos álbuns que saíram naquele ano (...). Foi incrível, eu achei o álbum ‘The Number Of The Beast’ absolutamente fantástico. Eu realmente gostei muito", afirmou o ícone da música pesada.

Lembrando a todos que existe uma certa lenda urbana que Paul teria gravado uma versão de The Number no hiato entre a criação da música por Steve e a sua saída ( Paul) da Banda efetivamente.

Clique no banner abaixo e reserve já o seu action figure oficial e licenciado!


Fonte: whiplash.net
Fonte: Brave Words

Sobre IMB

IMB

0 comments:

Postar um comentário