A entrada de Bruce Dickinson no Iron Maiden: “Cuidado com o que você deseja”

 Vocalista narrou convite da banda na autobiografia ‘Para que serve esse botão?’

Bruce Dickinson é reconhecido mundialmente como a voz do Iron Maiden, apesar de não ter sido o único vocalista da banda, muito menos parte da formação original. Quando a banda decidiu demitir Paul Di’Anno, o empresário Rod Smallwood resolveu fazer a oferta para o jovem vocalista do Samson. 

Os momentos que levaram o cantor até esse convite foram narrados pelo próprio na autobiografia Para que serve esse botão? (2016), conforme trecho divulgado pela Louder Sound e traduzido pela Wikimetal. 

Na época em divulgação do álbum Head On (1980), do Samson, Bruce Dickinson enfrentava problemas na voz por falta de técnica. “Começamos a ensaiar para alguns shows, mas fiquei rouco depois de meia hora. Tocamos no Marquee Club, mas eu não consegui falar nos dois dias seguintes. Eu estava desesperado. Eu havia cantado em um álbum que estava recebendo ótimas reações, mas me sentia uma fraude. Minha voz não aguentava. Fiquei deprimido por alguns dias, chorando na minha cerveja, antes que meu subconsciente chamasse minha atenção para algumas orientações sábias que recebi da ex-namorada do meu dentista”, narrou.

Os conselhos eram fruto de anos de aulas de canto que a moça recebeu no Cheltenham. Ladies’ College, aprimorando a técnica vocal com exercícios. “Acho que você tem uma voz muito boa, mas precisa de um pouco mais de controle”, alertou ela. 

A princípio, Dickinson ficou irritado com o comentário, mas teve interesse mesmo assim. Ao perceber que não conseguia executar alguns movimentos com a língua, o cantor iniciou uma investigação na biblioteca para entender melhor o instrumento da voz, mas sem realmente começar a aplicar esses novos conhecimentos. 

“Lembra daqueles exercícios estúpidos com velas, segurar cadeiras à sua frente, apertar a parte inferior das costas contra as paredes e uma infinidade de outras coisas bizarras para fortalecer seu diafragma e desenvolver ressonância em sua voz de peito e voz de cabeça? disse meu subconsciente. Comecei a prestar atenção nisso. Técnica é vazia se você não aplicar”, continuou. “Pare de sentir pena de si mesmo e seja inteligente. Aprenda a ser você. Ensine você mesmo.”. 

Com o tempo, o vocalista se interessou cada vez mais pelos estudos e conseguiu melhorar os resultados com a própria voz. As gravadoras começaram a se interessar pelo Samson – mais especificamente, por Bruce -, e ele cantou com “uma nova voz” no palco do Reading Festival em 1981. Foi depois daquele show que tudo mudou. 

“Eu estava em um canto de uma barraca de cerveja quando Rod Smallwood se aproximou de mim, dizendo: ‘Vamos para algum lugar sossegado onde possamos conversar’. (…) Eu tinha certeza de que ele estava tramando algo”, contou Dickinson no livro. “[Na sala dele[, longe de olhares indiscretos, Rod colocou as cartas na mesa. ‘Estou oferecendo a você a chance de fazer um teste para o Iron Maiden. Você está interessado?’”

A resposta de Bruce foi uma mistura de sentimentos e o cantor resolveu apostar no tudo ou nada. “Em primeiro lugar, você sabe que eu vou conseguir o emprego ou você não me convidaria. Em segundo lugar, o que vai acontecer com Paul, o cantor atual, e ele sabe disso? Terceiro, quando eu conseguir o emprego – e vou conseguir – você está preparado para um estilo e opiniões totalmente diferentes e alguém que não vai abaixar a cabeça? Posso ser um pé no saco, mas é pelos motivos certos. Se você não quer isso, diga-me agora e eu vou embora”, rebateu o cantor. 

No final das contas, tudo deu certo e ali começava uma nova era para a Donzela de Ferro. “Se o Iron Maiden quiser brincar com o martelo dos deuses, então venha com tudo. Caso contrário, faça uma caminhada e encontre alguém mais chato. Como diz o ditado, cuidado com o que deseja, porque você pode conseguir”, finalizou Dickinson. 

Fonte: https://www.wikimetal.com.br/entrada-bruce-dickinson-iron-maiden-cuidado-voce-deseja/

Sobre Iron Maiden Brasil

Iron Maiden Brasil

0 comentários:

Postar um comentário