[ BRUCE DICKINSON ] - Revelando as bandas que ninguém imagina que ele ouve

 Bruce Dickinson é conhecido pelo trabalho com o Iron Maiden, uma das grandes bandas da história do heavy metal. Apesar das décadas de empenho no estilo musical, o vocalista tem um gosto bem particular e aprecia muitos artistas fora desse espectro.

'Senjutsu', o 17º álbum de estúdio do Iron Maiden já está disponível para pré-venda na Amazon Brasil. Garanta já o seu, CLIQUE AQUI!

Em entrevista à revista alemã Rocks, Dickinson revelou quais bandas e artistas estão entre os seus prediletos, mas que ninguém imagina que façam parte dessa galeria pessoal. O cantor destacou ser um grande fã de folk rock e fez elogios a nomes como Moody Blues, Blackmore's Night e Jethro Tull.

O assunto foi abordado através de um comentário feito pelo entrevistador a respeito de "Lost in a Lost World", uma das músicas do novo álbum do Iron Maiden, "Senjutsu". O jornalista destacou que a faixa "começa como uma balada folk melancólica antes de estourar".

Bruce, então, declarou: "Os primeiros dois minutos dela soam como Moody Blues. Essas são as influências de Steve (Harris, baixista). Temos tantas influências nessa banda, metade das quais as pessoas nunca ouviram falar".

Em seguida, o vocalista do Maiden foi questionado a respeito de suas "bandas favoritas secretas que ninguém sabe" que ele ouve. De cara, ele revelou uma predileção pelo folk rock e pelo Jethro Tull, banda que Steve Harris também costuma citar como uma de suas influências.

"Gosto de música folk rock. Jethro Tull, por exemplo. Quase todos nós do Maiden os adoramos - nossas partes folk geralmente podem ser atribuídas diretamente ao Jethro Tull", afirmou.

Outro comentário peculiar feito por Bruce tem a ver com um colega de som pesado: o guitarrista Ritchie Blackmore, que dedicou-se à música folk/celta após décadas de Deep Purple e Rainbow. "Pareço ser uma das poucas pessoas que entende o passo que Ritchie Blackmore deu com o Blackmore's Night. Do hard rock ao folk e à música medieval - não é tão absurdo. Eu gosto dessas coisas", disse.

Por fim, Dickinson citou mais algumas bandas fora do heavy metal que admira e destacou como diferencia-se de Harris quanto às suas preferências musicais.

"Gosto muito do início do Hawkwind. E de The Crazy World of Arthur Brown. Qualquer coisa deles, mesmo. Em contraste com Steve, não estou interessado nos aspectos técnicos virtuosos do rock progressivo. O Yes sempre enfatizou isso demais para mim. Sempre achei o Van der Graaf Generator ótimo, eles significaram muito mais para mim do que o Genesis", concluiu.

A entrevista completa com Bruce Dickinson está disponível, em alemão, na revista Rocks. A publicação pode ser adquirida, em compra internacional e no formato físico, em seu site oficial.


Fonte: www.whiplash.net

Sobre Iron Maiden Brasil

Iron Maiden Brasil

0 comentários:

Postar um comentário