"What Does This Button do?" - Mais detalhes da palestra sobre o livro de Bruce Dickinson


Recentemente todos tiveram o privilégio de assistir em rede mundial, a palestra de lançamento do livro autoral "What Does This Button Do?" de Bruce Dickinson.

Para quem assistiu ao vivo, aconteceu no último dia 17 de outubro na parte da tarde no Brasil e já a noite na Inglaterra...A transmissão foi pelo Facebook do Iron Maiden.

Durante a palestra, realizada num auditório com um telão que passava fotos do livro, ele lia partes da obra e tentava explicar algumas passagens como fotos, histórias e relatos.

No momento em que foi responder as perguntas, o cenário mudou sutilmente e ele ficou sentado numa cadeira e em sua mesa haviam Cerveja Trooper, Catchup e Salgadinhos do tipo "Doritos".



Bruce Dickinson escancara sua vida particular (nem tanto a pessoal) e sua vivência com a banda.

Ali diante daquele pequeno grande homem, era notável como se sentia à vontade diante de sua verdadeira platéia, pois era muito mais que fãs do Maiden, mas de sua carreira em geral.

De forma lúdica e humanista, ele comentou sobre fatos da sua grandiosa vivência artistica, da juventude até os  tempos atuais, tal como o enfrentamento de sua terrivel doença.

Imagino que um homem tão avançado para seu tempo, com tantas realizações numa vida rica de oportunidades e compromissos, se viu pela primeira vez diante do confronto consigo mesmo, e o resultado foi um olhar para dentro de si, para se reconhecer e o quanto antes, registrar por si só sua incrivel passagem nessa vida e na história do inicio do Heavy Metal Britânico, que o elevou ao máximo na visibilidade e carreira, ainda que ele tenha se destacado em outros feitos.


Na parte das perguntas, em certo momento, Bruce fingiu contar um segredo quando insinuou que ele trabalharia em mais um trabalho com o Iron Maiden e num solo no futuro.

Através de uma série de perguntas escritas por fãs (algumas bem estúpidas), ele parou em uma em especial:

"Agora que você escreveu sua autobiografia, é só isso?" 

Dando uma pausa para beber sua cerveja (Trooper), ele levantou uma faca de plástico sobre a mesa ao lado e parecia considerar isso tão profundamente, que em seguida disse para si mesmo:

 "Não, não esta noite". 

Ele leu:

"É isso? Ou vamos ter mais coisas solo e mais de Maiden?

A resposta foi bem prática:

 "Não é isso, e sim, e sim." 

Após a última declaração, ele olhou em volta e colocou a mão na boca, como se ele tivesse contado um segredo .

Perguntado sobre como a banda britânica veterana conseguiu sobreviver por tanto tempo, Dickinson comparou o sucesso coletivo dos membros com o conto de fadas de Goldilocks e os três ursos.

 "O mingau deve estar correto" *

*Esta fábula inglesa se diz respeito a  uma menina "Cachinhos Dourados" ou Goldilocks, que entrou numa casa sem ser convidada; tomou o mingau quente, depois o frio e finalmente tomou o que era certo"





Ele declarou:

 "Nós somos pequenos organismos frágeis, de verdade. Embora tenhamos montes de caminhões e fazemos muito barulho e coisas assim, as relações na banda são bastante frágeis ".Ele explicou que a banda sobreviveu por tanto tempo porque todos nela têm uma finalidade similar.

"Nós somos todos nascidos da mesma mãe, que é o Iron Maiden, e nossa lealdade é a coisa principal para o Maiden e, provavelmente, é o que somos um para o outro", ele observou.

 "O que torna a vida realmente fácil em termos de continuar com seus companheiros de banda porque você dá a todos o seu próprio espaço. Porque nós percebemos que estamos todos lá juntos para fazer o mesmo - Que é entregar um incrível show do Maiden ou um incrível álbum da banda e fazemos o que for preciso para isso. Então esse é o segredo. "





Dickinson também falou sobre seu arrependimento por nunca ter visto Led Zeppelin, Deep Purple ou Jethro Tull em seu auge ao vivo; sua paixão pela série de ficção científica Doctor Who; e sua surpresa quando descobriu que as pessoas que sofriam de câncer, como ele, poderiam tecnicamente ser consideradas "deficientes".

Sua turnê de livro continua no Reino Unido. até 28 de outubro e depois se desloca para os EUA entre 31 de outubro a 4 de novembro. 







Sobre Verônica Mourão

Verônica Mourão

0 comentários:

Postar um comentário