[BLAZE BAYLEY] - “Bruce Dickinson foi muito cooperativo comigo quando eu estava no Iron Maiden”


Blaze Bayley disse que atravessou uma “época dificil” depois que ele foi demitido do Iron Maiden, mas insiste em dizer que neste período ainda foi visto carinhosamente.

Com 54 anos, nasceu em Birmingham e foi o principal frontman do Wolfsbane, mas deixou a banda em 1994 para ingressar o Maiden. Ele gravou dois álbuns de estúdio com o líder do grupo, Steve Harris: O The X FACTOR em 1995 e VIRTUAL XI em 1998, antes de Bruce Dickinson voltar à banda.

Em uma nova entrevista para o espanhol EMP Live, Blaze falou sobre os obstáculos que enfrentou ao tentar ser aceito pelos fãs do MAIDEN como o substituto de Bruce.

"Eu penso que para todos nós, se nos apaixonamos por uma banda e por uma voz, é muito difícil adaptar-se a essa nova voz", explicou. "E para mim, eu tive um apoio incrível de milhares de fãs em todo o mundo. Mas há alguns fãs que me odiaram, odiaram minha voz e eles ainda o fazem. E está tudo bem, porque não é para todos.”



"Meu estilo é muito diferente do estilo de Bruce, e quando me escolheram para substituir Bruce, fiquei surpreso porque minha voz é muito diferente", continuou ele. "Mas é um trabalho incrível. Como cantor de heavy metal, talvez seja o primeiro trabalho que você possa ter - Ser o cantor do IRON MAIDEN. Então minha paixão e meu coração estavam lá, e a música que fizemos em "The X Factor" e "Virtual XI", foram relançados agora em vinil. Isso é incrível. E pessoas que talvez não gostassem da mudança naquele momento, agora voltaram e ouviram de forma diferente, com ouvidos novos. Para os registros e a música que fizemos então, talvez seja por isso que agora me tornei mais popular do que já estive com IRON MAIDEN. Agora, mais de vinte anos depois, as pessoas realmente começam a tomar conhecimento do que o Blaze Bayley está fazendo."

Segundo Blaze, a demissão de MAIDEN em janeiro de 1999 foi um choque total, mas ele não acredita que a banda tenha sido completamente culpada pela decisão. 

"O principal motivo pelo qual eu estava saindo de IRON MAIDEN é por causa da EMI [gravadora do MAIDEN] e outros negócios", disse ele. "Aquilo é o que eu acredito. Na época, BLACK SABBATH teve a reunião com Ozzy [Osbourne], DEEP PURPLE teve a formação original com a reunião de Ian Gillan, e as vendas de CD estavam indo abaixo. E acho que a gravadora colocou muita pressão sobre a banda para ter uma reunião. Então, para mim, foi um péssimo momento, mas ainda é uma época que eu penso com muito carinho. E Steve Harris foi realmente um mentor para mim e me ensinou muito sobre composição. Então, esses valores e tudo que ele me ensinou eu coloquei no meu próprio trabalho agora".

Blaze também derrubou a especulação de que havia algum mal estar entre ele e Dickinson, insistindo que os dois cantores sempre tiveram uma relação amigável. 

"Bruce Dickinson e eu fomos amigos antes e durante minha estada no IRON MAIDEN e ele me apoiava muito antes, durante e depois da minha passagem pela banda”, disse Blaze. "Quando ele tinha seu próprio programa de rádio, me ajudou e tocou minha música em seu programa. E o meu mais novo vídeo, 'Escape Velocity', foi filmado no simulador de sua aeronave. Então ele me ajudou muito”.

O nono álbum solo de Bayley, "Endure And Survive", foi lançado em 3 de março via Blaze Bayley Recording. O disco foi gravado em Birmingham, no England's Robannas Studios e defino como "uma sequência emocionante e apaixonante" para o lançamento de 2014 do "Infinite Entanglement", que foi o primeiro de uma trilogia de lançamentos seguindo um conceito de ciência e ficção científica.


Ao longo da turnê mundial "Endure And Survive", Blaze está sendo apoiado por seus principais músicos de gravação e de turnê, da banda de metal britânica ABSOLVA e incluindo Chris Appleton (guitarra, backing vocals), Martin McNee (bateria), Karl Schramm (baixo, Backing vocals).

Fonte: http://www.blabbermouth.net/news/blaze-bayley-bruce-dickinson-was-very-supportive-of-me-when-i-was-in-iron-maiden/
Tradução: Verônica Mourão

Sobre Verônica Mourão

Verônica Mourão

2 comentários:

  1. Acho que já passou da hora de Blaze e Bruce gravarem uma música juntos para o álbum solo do Blaze ou do Bruce!

    ResponderExcluir