[ Ponto de Vista ] - Vá pra casa Paul Dianno




Texto por Igor Miranda para o site Van do Halen
Fonte: http://www.vandohalen.com.br/cabecote-va-para-casa-paul-dianno/

Paul Di’Anno tem a mesma idade de Bruce Dickinson. Ambos têm 57 anos e só alguns meses de diferença – o primeiro nasceu em maio e o segundo, em agosto de 1958. No entanto, basta dar uma olhada em fotos ou vídeos atuais de ambos para entender porque Di’Anno precisa se aposentar com urgência.

Recentes vídeos de uma performance no Japão mostram Paul Di’Anno em uma cadeira de rodas. O cantor não perdeu a capacidade de andar. Ele está dessa forma porque tem evitado desgastar os joelhos, que, segundo o próprio, deveriam ter sido operados há, pelo menos, cinco anos.

Não é uma novidade ver Paul Di’Anno sentado, pois ele se apresentou dessa forma no Wacken Open Air e em uma recente turnê no Brasil, ambos em 2015. No entanto, muitos fãs ainda se surpreendem com o estado do cantor, que também demonstra muito desgaste em sua voz. Na performance de “Phantom Of The Opera”, registrada no vídeo abaixo, Di’Anno mistura o seu estilo rasgado de cantar com técnicas de falsete, como se estivesse tentando imitar Bruce Dickinson. Incrivelmente, falha nos dois estilos. Além disso, perde o ritmo e o tom em alguns momentos – algo que se repete em outras filmagens, dessa e de outras noites.

Já deixei claro em textos anteriores que sou entusiasta do bom envelhecimento e, em certos casos, da aposentadoria. O pensamento de que o artista deve “morrer no palco” é retrógrado. Não se trata apenas de continuar fazendo o que gosta, mas de saber o que faz e de se cuidar o suficiente para entregar um bom produto ao público. Música é paixão, mas também é negócio. Vale destacar, ainda, que não é só por Di’Anno estar se apresentando em uma cadeira de rodas, mas por todo o contexto que envolve essa situação.

Di’Anno ainda não parou porque ainda há um público que não está diretamente interessado em seu trabalho, mas em sua história. Até mesmo no Brasil há muitos desses fãs que procuram ir em suas apresentações não para ouvi-lo cantar, mas para dizer que o viu ao vivo.

O errático Paul Di’Anno tomou muitas decisões erradas em sua vida. No âmbito pessoal, optou por um ranço com os ex-colegas de Iron Maiden. Além disso, os vícios prejudicaram sua saúde. Profissionalmente, deu “barrigadas” com o projeto de AOR Di’Anno na década de 1980 e infinitas turnês – até hoje – que privilegiavam apenas o material registrado com o Maiden.

A aposentadoria definitiva de Paul Di’Anno, por sua vez, seria uma decisão correta. Aliás, ele anunciou que faria isso anos atrás, mas voltou atrás e ainda disse que todos o entenderam errado. Nem mesmo o bom disco do Architects of Chaoz, gravado pelo cantor com sua banda de turnê de longa data, The Phantomz, fez com que as atenções voltassem para ele. Vá para casa, Di’Anno, sem olhar para trás. Você e seu legado são maiores do que tudo isso.



Sobre Iron Maiden Brasil

Iron Maiden Brasil

14 comentários:

  1. Vou dar um exemplo, envolvendo a pessoa que escreveu este texto: digamos que você, como jornalista (não sei se é um jornalista formado) fique também preso à uma cadeira de rodas, porém, você ainda consegue escrever e emitir suas opiniões (que é o mais importante para a profissão), você tem sua família para sustentar e suas contas para pagar. Por conta do seu calvário pessoal e opinião dos outros, vai deixar de fazer aquilo que é tua profissão? ou vai seguir em frente, até o máximo que puder? em relação à performance como jornalista ou forma de escrever, é algo que não depende de opinião alheia, afinal, enquanto você estiver empregado, você irá exercer o seu trabalho. não concorda? dar pitaco na vida dos outros é muito fácil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perdão, não apareceu meu nome: me chamo Ricardo Finocchiaro, sou proprietário da Abstratti Produtora e realizei as turnês de 2009, 2010, 2011 e 2013 do Paul Di'Anno no Brasil. Abraços!

      Excluir
    2. Pior ainda você, na condição de produtor, se é que realmente o é, julgar de forma tão maldosa um cara que tá se esforçando tanto.
      O passar da idade não vem igual para todos, e nem sempre vem de forma tranquila, mesmo que a pessoa se cuide. Erros todos nós cometemos, e ele teve os dele; está pagando por eles. Mas nem por isso ele deve simplesmente deixar de fazer o que gosta. Sobre ter pessoas que se aproveitam dele, vejo você como um desses, ao se intitular produtor e dizer que realizou as turnês de uma pessoa tão debilitada, como o Di'Anno em 4 anos praticamente seguidos. Você está sendo um hipócrita!

      Hail Di'Anno, Hail Maiden!!!

      Excluir
    3. O produtor Ricardo não foi quem escreveu a matéria, ele escreveu o comentário acima criticando a matéria. Não confunda.

      Excluir
    4. Bom dia, Ricardo. Em primeiro lugar, se não pudermos opinar ("dar pitacos"), nós, jornalistas, teríamos que ficar calados. Pode parecer que estou julgando a vida do cantor, mas, na verdade, estou falando da obra - visto que não reforço a hipótese de ele deixar de cantar, mas sim de deixar de se apresentar em público, até mesmo em prol de sua saúde.
      Em segundo lugar, não tem só a ver com a cadeira de rodas. Há músicos cadeirantes (em definitivo, não provisoriamente igual a Paul Di'Anno) que mandam muito bem. O problema, para mim, é que Di'Anno apresenta um desgaste geral, que tem se agravado nos últimos anos. O terceiro parágrafo do texto explica.
      No mais, agradeço ao site Iron Maiden Brasil por ter utilizado o texto com os devidos créditos e pela oportunidade de ler mais comentários que falam sobre a situação. Quero reforçar que o artigo foi feito originalmente para a coluna "Cabeçote", que escrevo semanalmente para o site Van do Halen, sempre às 21h de segundas-feiras. Todos estão convidados a acompanhar, tanto o que já escrevi como o que ainda vou escrever sobre rock e metal em geral. Abraço!

      Excluir
  2. Não há dúvida da dificuldade do Paul Dianno neste vídeo mas quer saber de uma coisa: sou fan do Iron desde criança e tive a oportunidade de vê los a vivo pela primeira vez esse ano. Bom demais, ensaiado demais, previsível demais. Prefiro um show visceral com um velhinho de cadeira de rodas do que um teatro. Dave Murray sorri na hora certa pro fãs. Bruce canta muito e é um vencedor devido ao recente problema de saúde, mas é tudo ensaiado perdeu a atitude que é fundamental o rock/metal. Long life Paul Dianno.

    ResponderExcluir
  3. Não há dúvida da dificuldade do Paul Dianno neste vídeo mas quer saber de uma coisa: sou fan do Iron desde criança e tive a oportunidade de vê los a vivo pela primeira vez esse ano. Bom demais, ensaiado demais, previsível demais. Prefiro um show visceral com um velhinho de cadeira de rodas do que um teatro. Dave Murray sorri na hora certa pro fãs. Bruce canta muito e é um vencedor devido ao recente problema de saúde, mas é tudo ensaiado perdeu a atitude que é fundamental o rock/metal. Long life Paul Dianno.

    ResponderExcluir
  4. Não devemos julgar, condenar e muito menos comparar A com B, nem passado com presente. Que cada um saiba o que tem pra oferecer. Seja palco, seja plateia. Um abraço aos amantes da música! Rhonio Fiuza

    ResponderExcluir
  5. Não devemos julgar, condenar e muito menos comparar A com B, nem passado com presente. Que cada um saiba o que tem pra oferecer. Seja palco, seja plateia. Um abraço aos amantes da música! Rhonio Fiuza

    ResponderExcluir
  6. Fui a um show do Di'Anno em 2012, que teve que acabar mais cedo por causa das suas condições físicas. E quer saber, o show foi demais! Enquanto ele se julgar capaz, e enquanto tiver público ele faz o que ele quiser da vida dele e ninguém pode julgar isso. O disco do Architects of Chaoz é monstruoso, há muito tempo eu não ouvia um lançamento tão bom de escutar.

    ResponderExcluir
  7. Achei forte as palvras do Igor porem verdadeiras. Acredito que a crença de um fã não pode ser questionada mas a plenitude do trabalho do seu ídolo sim. Não se pode subjugar as pessoas através de um trabalho medíocre, afinal o fã vai não só pelo músico mas sim pela música, haja visto, Steve Tyler do Aerosmith, a sua performance, apesar da idade é inquestionável, em fim, não pediria pra o Paul D'ianno iR pra casa mas sim buscar um estilo musical que seja condizente com o que a sua limitação física lhe proporcione executar de uma forma a não decepcionar os seus fãns.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Bem, me desculpe todos, mas existe uma coisa que chamamos de amor ao que fazemos, e isso não tem preço! Tem muitos músicos que realmente infelizmente ficaram debilitados, com problemas de saúde, o serguei por exemplo, na virada cultural ele cantou 4 músicas e saiu aplaudido e nem por isso falaram pra ele se aposentar! Então existe uma coisa que sempre falamos que é nunca disistir dos seus sonhos e do que gosta de fazer, então respeitem isso, por que todos temos realizações a fazer até o fim de nossas vidas!

    ResponderExcluir
  9. oi pra todos
    bom.. sou de Fortaleza e das vezes que o Paul Di'Anno se apresentou aqui eu não fui nenhuma!
    apenas ouvi comentários que ele canta muito
    só vi apresentaçòes dele em dvds antigos do Maiden
    mas o que eu acho é o seguinte: se ele quer continuar se apresentando ao vivo nas condições em que ele se encontra problema
    ele já é adulto suficiente pra chegar pra um produtor ou um empresário e dizer
    não posso e não quero!
    dizem que ele teve muitos problemas com álcool, isso pode ter sido a causa do estado atual de saúde do Paul
    Bruce Dickinson se cuida pra caralho
    quem vè os shows do Maiden não acredita quando vê aquele cinquentão agitando e pulando pra cima e pra baixo como se fosse um menino de 15 anos
    e outra.. eu amei o show do Maiden que rolou aqui mês passado
    aquela coisa cênica, teatral sempre me fascinou
    e agora vendo ao vivo aí foi que eu virei fã mesmo
    Paul Di'Anno tem sua história no Maiden
    assim como Dennis Straton, Blaze Bailey e o próprio Bruce Dickinson, que chegou pra substituir Paul Di'Anno e acabou virando a alma do Iron Maiden.
    Vida longa ao Heavy Metal
    Vida longa a Paul Di'Anno
    Vida longa ao Iron Maiden

    ResponderExcluir