[ANALISE] - HALLOWED BY THE NAME

Análise por Doug "WraTh" Ono



Escrevi um tópico sobre a Hallowed juntando algumas informações que eu já li e também relendo a letra e reinterpretando a letra, melodias e um contexto subliminar.

Antes de começar a parte que realmente interessa, um pouco de informação:
Lançada originalmente como a última faixa do álbum The Number Of The Beast, Hallowed e Thy Name ganhou um single em outubro de 1993 junto ao álbum ao vivo A Real Live Dead One. Sua capa aparece Bruce Dickinson sendo empalado por um tridente utilizado por Eddie representando a morte do vocalista (essa representação foi devida a saída dele da banda). Essa faixa é uma das que sempre foi tocada ao vivo desde a sua entrada no set list e em diversas oportunidades foi a última que a banda tocou em suas apresenteções e o baterista Nicko McBrain afirma que não sobe no palco caso ela não esteja presente no repertório. Ela tem vários registros tanto de estúdio, coletâneas e álbuns ao vivo.
- The Number Of The Beast •Best of the Beast • Ed Hunter • Edward the Great • Best of the B'Sides • The Essential Iron Maiden • Somewhere Back in Time • Live After Death • Maiden England • A Real Live Dead One • Live at Donington • Rock in Rio • Beast over Hammersmith • Death on the Road • Flight 666 (sem contar os singles)

Hallowed é considerada por muitos uma das músicas perfeitas e logo mais entederão os motivos que não são apenas sonoros. Hallowed Be Thy Name, em inglês, significa “Santificado seja o vosso nome” da oração “Pai Nosso”.


A letra fala sobre um homem encarcerado e prestes a ser executado na forca (Gallows Pole) e em sua cela reflete sobre seu passado e representa desde esse momento como prisioneiro até a hora da sua execução, passando por momentos angustiantes, aterrorizantes, de arrepentimentos, tensão e esperanças até chegar ao fim de sua vida.
A interpretação da letra se junta à melodia desde o início da música. Já na introdução temos o badalar de sinos com um conjunto de notas em um ritmo lento, representando a angústia de estar naquele lugar prestes a morrer.



“ I'm waiting in my cold cell, when the bell begins to chime.”

Eu espero em minha cela fria, quando os sinos começam a me chamar.

Reflecting on my past life and it doesn't have much time

Reflito sobre o passado da minha vida e não tenho muito tempo

'Cause at 5 o'clock they take me to the Gallows pole,

Pois às 5 em ponto eles me levarão para á forca

The sands of time for me are running low.

As areias do tempo, pra mim, correm lentamente.

Percebam que o sino bate exatamente 20 vezes antes da música entrar com mais energia e nas palavras tônicas negritadas: Cell, Bell, Chime, Reflecting, Past, Doens’t, Time, Five, Take, Pole, Sands, Me e Low. Se pegarmos apenas essas palavras dá-se pra ter uma noção do que se ocorre com o personagem que narra a história e eu li em algum artigo sobre execuções, que se batiam 20 vezes o sino antes da execução de um prisioneiro e era assim que o povo sabia que alguém seria executado em praça pública. Fiquei curioso se esse número tem relação com algum delito mas não encontrei nenhuma informação sobre o caso. De qualquer forma, o narrador de Hallowed Be Thy Name já estava com suas horas contadas e isso lhe causava uma angústia somada ao terror de morrer mesmo que ele não tivesse medo disso anteriormente.

As the guards march me out to the courtyard,
Somebody cries from a cell "God be with you".
If there's a God then why has he let me go?
Enquanto os guardas me conduzem ao pátio
Alguém grita de uma cela: "Deus esteja com você!"
Se existe um Deus, porque ele me deixa morrer?

As I walk all my life drifts before me,
Though the end is near I'm still not sorry.
Catch my soul, it's willing to fly away.A medida que ando minha vida passa diante de mim
E quando penso que o fim se aproxima eu não me arrependo
Guarde minha alma, pois ela está prestes a voar

Mark my words believe my soul lives on.
Don't worry now that I have gone.
I've gone beyond to see the truth.
Escreva minhas palavras, acredite, minha alma ainda vive
Não se preocupe agora que eu fui
Eu fui ao além para ver a verdade

When you know that your time is close at hand.
Maybe then you'll begin to understand,
Life down here is just a strange illusion
Quando você souber que seu tempo está contado
Talvez então você comece a entender que a vida
é apenas uma estranha ilusão.
Essas são as suas últimas palavras. A conclusão que ele teve da própria vida. Percebe-se pela música que ele está muito confiante em suas palavras e a letra condiz com a melodia. Após alguns momentos que misturaram vários sentimentos o medo de morrer já não é mais motivo pra se arrepender de algo que ele veio a fazer e encontrou as verdades da própria vida e que nós entenderemos melhor isso quando for a nossa hora.
A vida real vai muito além do que nós presenciamos enquanto vivos, ela é apenas uma estranha ilusão.

Ao acabar a letra, fica um vazio. Como se a história não tivesse um fim ali naquelas útimas frases. Essa parte que muitos sentem a falta é representado apenas na instrumentação e depois com apenas 1 frase.
Dos 3:46 aos 5:50 há um clima tenso de suspense e uma energia acumulada durante toda a música. Os solos soam como se fosse seus últimos momentos de vida, um misto de emoções que fazem desses 2 solos dos mais amados de toda a carreira da banda. Dos 5:50 aos 6:25 a música chega a um clímax que poucas outras têm. Um solo em dueto fantástico que representa o fim da vida do personagem principal. Se alguns de vocês sentirem uma corda apertando seus pescoços nessa parte depois de ler esse texto, acreditem, é apenas uma estranha ilusão!
Com o fim da música chegamos à conclusão de que o que já era premeditado aconteceu, Santificado seja o vosso nome!
De um modo mais curto e direto, Hallowed é uma viagem à mente de um condenado à morte passando por várias emoções e chegando à conclusões esperançosas de que a vida é muito mais do que nós vivos imaginamos que seja.
Conhecendo apenas a música já temos um grande clásico de uma banda que dispensa comentários (ainda mais aqui na Iron Maiden Brasil). Lendo a letra e interpretando-a já podemos dar mais crétidos ao grande compositor Steve Harris. O mínimo que eu posso dizer da Hallowed é que ela foi escrita e composta em um momento único de inspiração e de certa forma a Hallowed nos faz refletir sobre muita coisa (se não quisermos ignorar certos fatos descritos na música).
A minha real visão sobre a Hallowed é que ela é a melhor composição em termos gerais da banda. Melodia ótima, solos perfeitos que se encaixam precisamente à música e no momento mais cabível possível, vocal que representa muito bem os sentimentos que a música necessita, linha de baixo sempre calvagante e soando na melhor forma possível (como verdadeiros trovões), bateria precisa e com uma pegada impressionante em todos os momentos, a atmosfera que a música nos transmite, a sensação que nos dá ao interpretar a letra juntamente à melodia e a interação que a letra tem com a melodia e o efeito que essa interação dá na música. Claro que de uma forma técnica ela não é uma música que abusa do limite dos instrumentos. Hallowed não é uma música difícil pra músicos profissionais mas também ninguém consegue tocá-la de uma maneira que passe os sentimentos da forma que Maiden fez. Espero que tenham prestado atenção e ouvido a música durante a leitura, pois imagino que quem é fã já se emocionou ao ler e terá uma nova visão sobre a música das próximas vezes que vocês a ouvirão! Espero também que quem não é tão fã pela banda, que ao ler entenda melhor os motivos pelos quais tantos fãs amam tanto essa banda!

Ps: Resta alguma dúvida?

E quem tiver analise de algum album ou música mas que seja algo sério e bem feito pode enviar para o email ironmaidenbrasil@gmail.com com o Titulo ANALISE + CD ou musica que eu posto sem problema algum no blog!

Abraço a todos e um Bom Domingo!

Sobre Tiago Marques

Tiago Marques

9 comentários:

  1. Sem palavras. Perfeito!
    É a minha música favorita.

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho uma interpretação mais irônica do estribilho. Para mim, o autor deixou propositalmente ambíguo o refrão "hallowed be T(t)hy name. Ora, a aceitação de D(d)eus não se coaduna com o resto da musica ("se existe um deus, por que ele me deixa morrer"). ao contrário de uma aceitação do divino, me parece 1) a admissão que ele simplesmente nao sabe para onde vai, e na duvida suplica o perdao divino e 2) uma amarga ironia por ter sido tao tolo e acreditado em deus. acho que o autor nao quis mesmo que houvesse uma interpretação única, isso é muito comum em prosa e verso, e gosto que seja assim. respeitosamente, a.

    ResponderExcluir
  3. ultimas palavras (hehe): neste halloween, quero corroborar a opiniao de que esta e a mlehor musica jamais escrita. Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Bela dissertação. Melhor banda de todos os tempos

    ResponderExcluir
  5. HÁ UMA OUTRA CITAÇÃO BÍBLICA INDIRETAMENTE QUANDO O EU LÍRICO QUESTIONA SE HÁ UM DEUS PORQUE ELE PERMITE AQUILO, JESUS PERGUNTA NO CALVÁRIO POR QUE O PAI O ABANDONARA, É A MESMA REFERÊNCIA, ALGUÉM QUE VAI ATÉ A MORTE SEM NEGAR O NOME DE DEUS PORQUE ACREDITA NUMA VIDA SUPERIOR A ESSA EM QUE VIVE. JESUS NO MOMENTO DE AFLIÇÃO QUESTIONA O PAI, PORÉM CUMPRE A VONTADE DELE ATÉ A MORTE, ASSIM COMO O EU LÍRICO DA MÚSICA. VEJO QUE DE UMA MANEIRA SUBJETIVA O AUTOR DA MÚSICA RECONHECE DE ALGUMA FORMA QUE EXISTE UM DEUS SUPERIOR A QUALQUER SITUAÇÃO QUE O HOMEM POSSA VIVER NA TERRA, ACHO QUE NÃO TEVE CORAGEM DE ASSUMIR A GRANDEZA DE DEUS E ENTÃO ESCREVEU ESSA LETRA MARAVILHOSA PARA QUE DE ALGUMA FORMA PROVOCASSE REFLEXÃO NA MENTE DE TANTOS JOVENS QUE ESCUTAM IRON MAIDEN. SANTIFICADO SEJA O NOME DE DEUS MESMO, ELE DIZ NA BÍBLIA: "E ESSE LUGAR SERÁ CHAMADO CASA DE ORAÇÃO PARA TODOS OS POVOS." COM TERNINHO OU CAMISETA DE CAVEIRA SEMPRE HÁ LUGAR PARA MAIS UM NOS BRAÇOS DO PAPAI DO CÉU. ABRAÇOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reinaldo Lopes
      Sobre a música, eu tinha receio de ouvir porque a minha interpretação era de que negava a existência de Deus
      Mas agora concordo com você.
      E é verdade sempre ah um lugar no céu, basta procurar a palavra...

      Pois todo aquele que pede, recebe; aquele que procura, acha; e ao que bater, se lhe abrirá.


      Excluir
    2. Cara. Minha interpretação vai muito de encontro a esta mesma ideia. Sensacional!

      Excluir