[ ED FORCE ONE ] - O que aconteceu com o Boeing 747 após a turnê?


Um vocalista de uma banda de Rock que pilota seu próprio avião, e transporta sua banda e equipamentos para seus shows. Parece história de cinema, mas o Iron Maiden teve seu próprio Boeing 747 para sua turnê mundial em 2016.

O chamado ‘Ed Force One', de acordo com o site Simple Flying, é um jumbo na versão 747-400, e começou a levar passageiros para a Air France como F-GITH em 2003. Em 2016, a aeronave foi comprada por uma empresa de fretamento de aeronaves, a Air Atlanta Icelandic, para contratações particulares.

A banda Heavy Metal, formada em 1975 , estava procurando por um modelo especial para usar em sua turnê, para transportar todos os seus equipamentos de palco, materiais para o show, além dos membros da banda e da equipe.



Normalmente, um Boeing 737 seria suficiente, mas como esse era um dos maiores shows do mundo, eles precisavam de capacidade de carga extra. O Boeing 747 foi selecionado em fevereiro de 2016 e repintado com uma pintura especial do Iron Maiden. O modelo voou pelo mundo tudo, inclusive pousando no Brasil.



Após o término da turnê, o jumbo foi levado de volta à Islândia para posterior fretamento. Foi alugado para várias pequenas empresas privadas, e levou até 350 torcedores islandeses para Marselha para uma partida entre Islândia e Hungria. Depois disso, a aeronave foi devolvida e perdeu sua pintura icônica .

Em seguida, foi alugada à Saudi Arabian Airlines em agosto de 2016 para uso regular de passageiros. Atualmente, a aeronave ainda está em operação e voando para a companhia aérea em rotas regulares de passageiros.


Fonte: Via Trolebus



Sobre Alexandre Temoteo

Alexandre Temoteo

0 comentários:

Postar um comentário