[ IRON MAIDEN ] - Steve Harris comenta sobre desejo de Rob Halford fazer uma turnê conjunta


Rob Halford, vocalista do Judas Priest em entrevista ao Consequence Of Sound no começo deste mês, disse que adoraria ver sua banda unir forças ao Iron Maiden para uma turnê. “Acho que as duas bandas gostariam de fazer isso. É tudo sobre o momento de fazer uma coisa dessas. Somos bons amigos. Quando falamos de rivalidade, rivalidade saudável, é como os Arizona Cardinals e os Raiders ou os Phoenix Suns e Golden State Warriors. É esse tipo de rivalidade, uma boa rivalidade. É uma rivalidade divertida. Mas acho que ambas as bandas admiram o outro ao longo dos anos do Metal, e seria um evento espetacular – Judas Priest e Iron Maiden juntos.”

Desta vez, quem se pronunciou sobre o assunto foi o baixista do Iron Maiden, Steve Harris em entrevista no programa SiriusXM‘s “Trunk Nation”, ele disse: “É engraçado porque eu mesmo vi os comentários de Halford na mídia. E também, aparentemente, alguém hoje disse que Ian Hill disse algo sobre isso. Então eu não sei. Suponho que a gerência precisa reunir suas cabeças e fazer algo assim acontecer. Mas sim, por que não? Suponho que os fãs podem pressionar para que isso aconteça. Mas vamos ver. ”

No ano passado, o ex-guitarrista do Judas Priest, Ken “K.K.” Downing disse à Eddie Trunk, do SiriusXM, que a rivalidade as duas bandas se desenvolveu quando ambas fizeram uma turnê juntos no início dos anos 80. “Acabamos de terminar o disco ‘British Steel’ na Inglaterra e estávamos saindo em turnê (no início de 1980 com o Iron Maiden). E então a próxima coisa que sei é que li em um jornal de música que (o Iron Maiden disse) algo como ‘Sim, nós vamos explodir o saco do Priest’, ou algo assim. E eu perguntei: ‘Que merda é essa? Ainda estávamos no estúdio de gravação, arrumando as últimas mixagens ou algo assim. E eu disse: ‘Bem, quem são esses caras?’ Por que deveríamos tê-los em turnê se eles criariam esse tipo de vibração antes mesmo de conhecê-los, e muito menos fazer um show juntos? ‘ Eu disse: ‘Vamos nos livrar deles e ter alguém que realmente goste do show’, do qual haveria muitas bandas. Mas, de qualquer maneira, todo mundo me convenceu a seguir, e eu disse: ‘Bem, tudo bem , “obviamente sendo democrático. E a próxima coisa que sei é que estávamos nos ensaios em algum teatro de Londres em algum lugar, e esse pessoal entrou e simplesmente se sentou na minha frente. E eu disse ao meu técnico de guitarra:” Quem são esses caras lá? [Risos] E ele disse: ‘Oh, essa é a banda de apoio’. E eu disse: ‘Bem, quem diabos os convidou para o nosso ensaio?’ Eu estava pensando no que li nos jornais. E eu disse: ‘Bem, basta ir e dizer a eles que eles não foram convidados e precisam sair.’ Eu não vi um convite; ninguém me disse que eles estavam entrando – quando você está tentando elaborar músicas, isso e aquilo e aquilo. Então foi isso que aconteceu. ”

Continua ele: “Enfim, nós saímos em turnê, e posso apenas dizer que eles não explodiram o Judas Priest – estávamos bem estabelecidos na época, e esses caras estavam subindo na hierarquia. Então isso aconteceu. Mas não foi uma boa atmosfera na turnê, e não é algo que eu gostaria que acontecesse – não deveria ser assim. E a próxima coisa que sei é que alguém [disse]: ‘Oh, o Iron Maiden irá abrir para você em sua primeira turnê nos EUA. E eu disse: ‘Oh, não! De novo não. Podemos simplesmente não ter esses caras na turnê? Mas eles vieram na turnê e eles criaram transtornos, foi o que fizeram, por diferentes razões e isso levou a um confronto e ficou um pouco feio. Não sei como tudo aconteceu, mas eu conheci Paul Di’Anno tantos anos depois, em 1995, e ele disse: ‘Ei, KK, desculpe-me por aquela citação no jornal.’ E é tudo o que você precisa. “Mas, de qualquer maneira, como eu disse, é toda a água debaixo da ponte. Aqueles caras eram jovens, subindo na hierarquia, um pouco delinquentes, mas pelo menos eles tinham coragem, eles se deram bem, sabiam o que queriam fazer.”

Perguntado o que ele diria à Harris se eles se encontrassem, K.K. disse ao Rock Hard: “Eu compraria uma cerveja para ele – porque é uma história antiga. Como eu já disse, tenho orgulho do que o Maiden conseguiu e do que eles fizeram pelo metal britânico. Pode parecer estúpido – mas é verdade.”

Fonte: Roadie Metal


A editora Valentina anunciou a pré-venda de "2 Minutes To Midnight", o atlas ilustrado do Iron Maiden. A obra, descrita como "o definitivo e mais completo guia sobre a banda", está em pré-venda na Nerd Store.


Sobre Alexandre Temoteo

Alexandre Temoteo

0 comentários:

Postar um comentário