[PIECE OF MIND] - Uma das mais importantes obras de arte do Heavy Metal





Um dos meus preferidos álbuns de todos os tempos, PIECE OF MIND faz 35 anos e é o primeiro trabalho de sucesso realizado, após a estonteante estréia de Bruce Dickinson em 1982, e marca a estréia de Nicko Mc Brain na banda.


Iniciada com a potente Where Eagles Dare, onde Nicko Mc Brain arrasa logo de início com um solo de bateria inesquecível, este álbum tinha a promessa de dar continuidade ao que banda perpetuaria em sua carreira musical.






Mas convenhamos, Revelations seria a mais emblemática e bem trabalhada música, uma das mais importantes canções da banda. Ninguém irá esquecer quando ao executá-la em 1985, (no Rock in Rio) Bruce ao tocá-la, fere o supercílio e sangra para milhares de pessoas. (um dos momentos únicos em que ele utilizaria uma guitarra). Mas foi ao fazer uma alegoria, que a guitarra de Adrian o machucaria. Isso fez com que ele se tornasse a capa dos principais veículos de comunicação da época, como jornais e revistas.




Foi então que em Flight the Icarus, ele alcançou sua capacidade vocal máxima, Bruce revelaria uma das mais arrepiantes canções da banda e que considero uma das minhas TOP OF MIND. Além disso, realizaram um vídeo clip estilizado e curioso, onde eles tocam numa gravação de estúdio, ao mesmo tempo que cenas inebriantes de Nicko com uma capa preta e olhos “quadrados”, conjugam imagens recortadas de péssimo gosto visual. Ainda assim, era inovador para a época; uma espécie de busca por algo que se tornaria comum nos anos 80, e posteriormente dedicados à MTV nos anos 90.





Lindas guitarras estão presentes em Die With Your Boots On, trazendo o primor do Heavy Metal...”If you gonna die” torna-se um coro de pura empolgação, fazendo com que um dos mais lindos solos de guitarra de Dave Murray, se revelasse aos 3 minutos da música.. um primor!


Mas foi em The Trooper que ali surgiria o verdadeiro legado da banda e esta música se instalaria definitivamente no cenário de um dos hits mais repetidos e celebrados no mundo. Canção indiscutivelmente executada em todos os concertos do Iron Maiden, é sempre atribuída à imagem de Bruce trajando seu uniforme de tropa e erguendo a bandeira, mastro do ufanismo britânico, celebrando  a honra da vida de homens mortos na Guerra da Criméia.



Em Still Life trariam um tom que costurava as músicas através de um sonoridade mais lírica e onde todo vigor do disco não seria abandonado. Harmonia e virtuosismo de Murray com Adrian destrinchariam nuances para fazer o disco tem um conjunto perfeito!



Quest for Fire, é sobre a pré história, onde Bruce mais uma vez exagera positivamente em sua capacidade vocal, e seu tenor chegaria a tons mais altos. Não há duvida que este é um dos discos mais trabalhados em harmonia, lirismo, potência e forte capacidade instrumental e sinfônica.



Sun and Steel é a menos empolgante, mas não menos importante das mil possibilidades que a banda faz para impressionar os críticos e gerar novos fãs no mundo. 



E enfim, como se não bastasse toda beleza contida nesse álbum, Mr. Harris encerra sua obra de arte com um presente que nos dá um acorde tão latente, que até mesmo minha filha de 10 anos, sem sentir, se pega sempre a cantar: To Tame a Land...




Piece of Mind revela a maior capacidade de uma banda de jovens em total ascensão à um estrelato absoluto no mundo do Heavy Metal. O que faria que essa longa cauda do NWOBHM se desenrolaria através de sucessos intermitentes, e até hoje podemos ver o resultado dessas grandes obras.


Alguns EPS da época:

  • 11 de abril de 1983 - Flight of Icarus

Este single foi lançado algumas semanas antes da banda embarcar em sua turnê World Piece. Além de Nicko, o produtor Martin Birch tem uma participação especial no clipe enquanto seu rosto se transforma em Eddie.

  • 20 de junho de 1983 - The Trooper

O B-Side é uma versão cover de "Cross-Eyed Mary", de Jethro Tull, e sem qualquer envolvimento da banda ou de sua gravadora, ele escolheu o airplay de rádio nos EUA. Foi uma das únicas músicas que o Maiden já tocou nas rádios dos EUA nos anos 80. Devido a esse sucesso único no rádio, a gravadora pediu que a faixa fosse adicionada ao álbum Piece Of Mind. A banda recusou, pois seria injusto para os 250.000 fãs que já compraram o disco.





Sobre Verônica Mourão

Verônica Mourão

1 comentários:

  1. Há 35 anos atrás lançava-se assim o disco que fez a minha mãe finalmente dar uma chance ao Iron Maiden, já que antes ela sempre via banda com outros olhos, mas agora, depois que ouviu este Piece of Mind, passou a venerar o grupo. Grande homenagem, Verônica! E digo o mais: Marília Mendonça, Anitta, Ludmilla, Safadão, Justin Bieber, Pabllo Vittar e outros lixos musicais de hoje não serão tão relevantes quanto o IRON MAIDEN! #UPTHEIRONS

    ResponderExcluir