[ BRUCE DICKINSON ] - Chris Dale conta o quão perto a morte esteve perto da banda em Sarajevo


Chris Dale, baixista da banda solo de Bruce Dickinson nos anos 90, contou ao Metaltalk.net sobre a recente conversa que teve com os soldados britânicos Martin Shaw e John Allerton, que eram parte das forças da ONU em Sarajevo, e relembra o quão perto a morte esteve perto deles naqueles dias.

"Estes dois homens arriscaram suas vidas para tirar Bruce Dickinson e sua equipe e banda, incluindo a mim mesmo, de Sarajevo, após o concerto, para Kiseljak, onde entraríamos a bordo de um helicóptero, para nos levar para Split, na Croácia, para bem longe do combate."

Martin me disse: "No caminho através da cidade como fomos para Kiseljak para pegar o helicóptero, eu me lembro que nós não tínhamos todos os documentos de permissão e um tipo blitz estava no nosso caminho através do ponto de verificação."

"Depois que eu desci do caminhão, falei com os guardas, e voltei, os guardas de fronteira tiveram uma atitude bem assustadora. Eles disseram que iam tomar o caminhão como medida de segurança, e caso mostrássemos alguma outra atitude, eles estavam prestes a abrir fogo."

"Não sei por que, mas eles ficaram muito chateados com a coisa toda."

"Eu estava muito preocupado com aquilo no momento. Uma preocupação enorme até descobrir mais tarde que realmente estava acontecendo. Faz você perceber que você não estava realmente seguro."

"Lembro-me de falar com uma garota no meio da multidão no show e seu rosto tinha um monte de pequenas cicatrizes, em um lado, e descobri que, enquanto caminhava pela cidade com o sua melhor amiga, um tiro de um sniper atingiu sua amiga na cabeça e as cicatrizes em seu rosto foram causadas por fragmentos do crânio de sua amiga. Você simplesmente não pode compreender o que está acontecendo, muito menos ter uma lembrança como essa.

"Pelo jeito, foi um prazer ajudar. Eu estou tão feliz que eu pude ser uma parte de algo que trouxe algumas coisas boas a uma situação ruim."



Sobre Alexandre Rodrigues Temoteo

Alexandre Rodrigues Temoteo

0 comentários:

Postar um comentário