[ BRUCE DICKINSON ] - O Deep Purple mudou minha vida


Não é segredo para ninguém. Tanto Bruce Dickinson quanto os outros integrantes do Iron Maiden já declararam que o Deep Purple foi uma grande influência em suas carreiras e formação como músicos. 

Em agosto desse ano, Bruce concedeu uma entrevista ao Teamrock, onde falou um pouco sobre essa influência, bem como de outros grandes nomes da música que o fizeram se interessar pelo Rock. Acompanhe os melhores trechos:

Você era um grande fã Deep Purple quando você era um adolescente?

Sim, sempre fui um fanático pelo Deep Purple. Foi ao som deles que eu cresci, e que me abriu a mente em termos da música Rock'n'Roll.



O que fez o Iron Maiden escolher "Space Truckin" para o tributo ao clássico "Machine Head" ?

Ah ... Metallica escolheu a melhor música! Quando eu ouvi que eles tinham gravado "When a Blind Man Cries" eu pensei, tipo, 'Oh, eu teria escolhido aquela música.' Mas projetos como este são fantásticos porque eles são musicalmente muito puros. Não há agenda para isso, exceto entrar no estúdio e fazer uma boa performance e fazer a própria versão. É refrescante.

Como foram as gravações?

O último conjunto de vocais eu fiz no pequeno estúdio do [produtor] Kevin [Shirley], que é do tamanho da sala de controle. Nós fizemos com um microfone apontando para a parede, a base do tripé presa na parede. Apenas gravei os vocais e não havia cabines de isolamento ou algo assim.

Ian Gillan foi uma grande influência vocal?

Ian foi um grande herói.  Ian Gillan, Arthur Brown, Ian Anderson do Jethro Tull, surpreendentemente, e um cara chamado Peter Hammill do Van Der Graaf Generator. Todos eles estão no mesma patamar de vozes - todos eles eram uma espécie de tenor, com algo de barítono estendido por suas vozes.



Que outros cantores te inspiraram?

Paul Rodgers. Eu sempre achei que Rodgers era simplesmente impressionante, e eu nem sequer tentei realmente copiar seu estilo porque em minha concepção você simplesmente não poderia, de tão bom que ele é..

Você era um grande fã do Ritchie Blackmore's Rainbow também ...

Aos 15 ou 16 anos descobri Ronnie Dio em The Butterfly Ball [um álbum conceitual de 1974, produzido por Roger Glover]. Eu ouvi isso no rádio em algum lugar e pensei, Quem diabos é esse  cantor? Uau que voz! E então, claro, o Rainbow veio junto com o Rainbow Rising [em 1976] e eu ouvi isso e foi como, 'Uau, eu tenho que descobri quem é esse cara porque ele pode realmente cantar de uma maneira muito diferente do outros vocalistas. 



Led Zeppelin Vs Deep Purple? 

Eu sempre fui mais fã do Purple do que do Zeppelin. Mas eu nunca vi o Zeppelin ou Purple quando eu era garoto, ou seja, quando eles estavam em seu auge.O Zeppelin foi adotado pelas rádios americanas, mas eu tenho que confessar que a coisa que eu mais gostava no Zeppelin eram suas raízes folclóricas inglesas, e não suas cópias de faixas americanas de Blues. "Ramble On" é uma das minhas músicas favoritas do Led Zeppelin. 

Alguma vez se sentiu estranho quando acabou trabalhando com seus ídolos?

Quando você tem 21 ou 22 anos e seu ídolo está na casa dos 30 anos, é algo como 'Oi papai'. Quando você chega aos 35 anos e eles tem 50 anos, não é mais 'Oi Pai', e sim  'Como você está?'. Acho que no momento em que você está no mundo musical por tempo suficiente, onde você fez alguns álbuns e você fez algumas turnês pelo mundo e tudo mais, você compartilha tantas experiências comuns em termos do modo como a vida é como músico. Ian e esses caras podem contar histórias e histórias e histórias, e, francamente, eu apenas me sentaria a noite toda e nunca me cansaria de escutá-los. Assim, muitas delas são semelhantes às experiências que você já teve. São histórias maravilhosas. 



Fonte: Teamrock


Sobre Alexandre Rodrigues Temoteo

Alexandre Rodrigues Temoteo

0 comentários:

Postar um comentário