[ESPAÇO DO LEITOR] - RAFAEL FARIA

Olá equipe IMB! Ontem eu assisti o Flight 666 e não poderia deixar de escrever o que segue abaixo! Fica a decisão de vcs colocarem ou não isto no site:

"O que o dinheiro pode fazer?"

Bem, desde 2001 que me apaixonei por aquela que é uma das maiores bandas de todos os tempo. Mas não vou ficar aqui perdenddo tempo escrevendo o quanto o Iron é fenomenal musicalmente, mas o que pode acontecer de fenomenal fora da música.

Eu já tinha ido nos shows de 2004 no Pacaembu e em 2008 no Palestra e este ano de 2009 pude ir na Apoteose e Interlagos! No Rio de Janeiro, eu cheguei na fila da Pista Premiun, junto com minha esposa, às 08:00h da manhã. Pelo número de pessoas que estavam na nossa frente, pude constatar que conseguiria realizar mais um sonho: ficar na grade num show do Iron!
Mas não seria somente o show que veria naquele fantástico 14/03, pois havia comprado pela internet o ingresso da pré-Estréia mundial do Flight 666!!!

Na fila, conversando com várias pessoas e revezando com minha esposa uma sombrinha pra fugir daquele sol castigador, começei a pensar: ou eu garanto a grade ou eu vejo o filme!! Fiquei nesse impasse, sem saber o que fazer! Até que tomei a decisão de realizar meu sonho primário: a grade!!! Minha esposa, conversando na fila, conheceu aquele que ficaria famoso em poucas horas: Bruno, o "Chorão Colombiano", "The Crying Man"!!! Ele queria ver o filme, mas não tinha ingresso...eu queria ver o filme, tinha ingresso, mas queria a grade...queria pelo menos recuperar meus R$ 42,50 que paguei. Conversei com Bruno e ele me pagou R$ 50,00, pois viu a minha cara de quem parecia que estava entregando muito mais que um papel...
Passado 3 minutos da conclusão da venda, soube que tinha um cara na fila disposto a pagar R$ 200,00 pelo meu ingresso!

Foi nessa hora que vi que Bruno é um cara que sabe reconhecer um fã: como ele também iria pra São Paulo e ficaria hospedado no Hilton pra conhecer a banda, ele me chamou pra ir ao Hotel pra tentar ver os caras também! Isso já me confortou bastante!

Passado o show (nem preciso dizer que fiquei na grade, que Steve Harris cantou 2 Minutes olhando nos meus olhos, que o show foi fodástico), fui pro Aeroporto e chegando em Sampa liguei pro Bruno. Nos encontramos no Hotel e ele disse que apareceu do filme e tal. Não deu para eu conhecer a banda, mas fiquei feliz pois ajudei um cara a presenciar um grande momente em sua vida!

Como eu não tinha visto o filme, e nem esperava ver pois na minha cidade a última coisa que poderia esperar era que passasse o Flight nos cinemas daqui, não tinha noção da cena do Bruno chorando! Eis então que Vitória (Espírito Santo) é brindada com a exibição do Flight e ontem (25/04) eu fui ver essa maravilha! Tive que me segurar pra não chorar na abertura (Aces High é demais!), a história no Chile, Índia e todas as cenas que se passaram! Mas a cena do Bruno, foi impossível não se emocionar junto! Acho que aquela cena resume o que é o Iron para seus fãs! Foi incrível! Mais incrível ainda foi ter pago somente R$ 5,00 para ter 2 horas das melhores imagens e sons já vistos na telona!

Enfim, não importa se você gastou R$ 5,00 no cinema, R$ 50,00 na pré-estreia, R$ 350,00 no ingresso ou quase R$ 2.000,00 pra ver vários shows+hotel+passagem: se o que você viu te troxe a mesma emoção que o Bruno sentiu no final daquele show, fica a já famosa frase do MasterCard: não tem preço!

Abraço a todos!

Rafael Faria

Sobre Tiago Marques

Tiago Marques

2 comentários:

  1. Concordo e assino em baixo!

    ResponderExcluir
  2. Cara, e eu digo, que emoção!!! Você me deu a oportunidade de me ver na pré estréia.. Se não fosse por você, eu só saberia depois quando me contassem!!! Valeuzão mesmo!!! E excelente matéria!!! ;-)
    Abração!!!

    ResponderExcluir