[ BRUCE DICKINSON ] - Comentando a forma misteriosa de Steve Harris compor

 


O Iron Maiden foi criado em 1975 pelo baixista Steve Harris, o único membro da primeira formação do grupo, e ao longo dos anos ficou conhecido por suas linhas "galopantes" de baixo e como principal compositor da banda, escrevendo sozinho, quatro faixas do último álbum da donzela de ferro, o "Senjutsu".

 The Mandrake Project novo álbum solo de Bruce Dickinson já está em Pré venda pela Amazon Brasil. Acesse: https://amzn.to/3vV5UuX

 

Em um recente bate-papo com Joe DiVita, da Loudwire, Bruce Dickinson falou, é claro, do seu vindouro álbum solo, "The Mandrake Project", contou detalhes da forma como Steve Harris trabalha e como isso difere do trabalho solo ao lado do parceiro Roy Z.

"Com o Maiden estivemos juntos por tanto tempo, e as pessoas acabam se dividindo, sabe, em pequenos silos, e vão... o Steve gosta de sair, e mesmo quando ele tem algumas ideias do Janick, minhas ou de outra pessoa, ele vai: 'Ah, eu gosto disso, ok', e ele desaparece por três semanas, e ele volta: 'Okay, consegui, sua música está pronta. Nicko, você tem que vir amanhã gravar a sua parte.' 'E o resto da banda?' 'Não, vocês não precisam estar lá.' E agora, devido à tecnologia, nós não costumávamos trabalhar assim, pois antes era tudo em fita, e você tinha que saber a música, antes de tocar a música, e nós não fazemos demos, então tudo isso está na cabeça dele, o que é muito impressionante, mas todos estão andando cegos, sem direção. 'Qual é o refrão? O que vem depois?', e ele: 'Não posso te dizer ainda, apenas faça essa parte e você vai descobrir, é um mistério'", contou.


Embora essa seja a forma do Iron Maiden trabalhar ao longo dos anos, Bruce encontrou no guitarrista Adrian Smith uma sintonia maior na forma de compor. "Normalmente Adrian e eu tocamos toda a música, inteira. 'E aí, o que você achou? É legal?' A 'Writing On The Wall' foi assim, e temos muitos compositores, são quatro compositores na banda. Você não terá um 'o disco é só meu', pois simplesmente não vai acontecer. Acho que anos atrás as pessoas teriam uma rivalidade mortal, tentando colocar sua música no disco, mas a vida é curta demais, é um disco do Maiden, tudo vai se resolver de alguma forma.

Por ser o Iron Maiden, temos um estilo, mesmo sendo mais prog agora, mas temos esse estilo, com o som do baixo do Steve e me faz rir sempre que nos encontramos numa sala após ficarmos sem tocar juntos após seis meses, nove meses ou o que for o tempo quando fiquei doente, poderíamos nos juntar e tocar 'Parabéns Pra Você' e soaria como Iron Maiden tocando 'Parabéns Pra Você', e simplesmente acontece, fizemos tudo ficar 'maidenizado'", explicou.

Ele acrescentou: "Se eu chegasse pro Steve e falasse: 'Tenho essa ótima ideia para uma faixa, Steve, envolve Dick Dale, uma guitarra surf e bongôs', ele falaria: 'Que porra é essa? Tá maluco?' mas para 'Ressurrection Man' funciona brilhantemente, pois todos escutam e falam: 'Meu deus! Parece um spaghetti western heavy metal!' e funciona. Posso fazer tudo isso no meu mundo, com o Roy."

Fonte: whiplash.net

Sobre Iron Maiden Brasil

Iron Maiden Brasil

0 comments:

Postar um comentário