[ OPINIÃO ] - O recado do RIR e a grande chance da banda fazer diferente em 2022

 Muitos ainda estão meio que perplexos com a questão de não esgotamento dos ingressos da banda no Rock in Rio.

Claro que para os fãs mais conscientes e avessos a discussões sem sentido, motivos não faltam.

Seja a questão da data numa sexta feira o que impede e muito de pessoas de outros estados irem ao festival neste dia, seja o lineup muito aquém do que tivemos em 2019, seja o valor do ingresso... Todos sabemos que no dia 02/09 o RiR vai estar entupido de gente. 

Leve o tempo que for. Mas vamos nos concentrar em um motivo especial que a maioria esmagadora dos fãs da banda alegaram como motivo para não irem ao RiR: 

Trazer a mesma turnê com o diferencial de incluir nela 3 músicas do último álbum lançado ou mesmo uma duas músicas realmente inéditas em 2019.

E aqui fica um recado silencioso que veio com essa situação do RiR, mas que a banda precisa captar: O Brasil ama o Iron Maiden, mas ama ainda mais sonhar com mudanças no set list. Mudanças claras. Em turnê comemorativa ainda mais!

Quem aqui não vibrou quando no primeiro show da Legacy o set list foi sendo mostrado? Where Eagles Dare? Flight Of Icarus? For The Greater? Sign? Parecia que a banda tinha decidido ir além. E Legacy 2018/2019 foi um estrondosos sucesso!

Aliás digo até que merecia um DVD com aquele palco e detalhes que se o sujeito não é fã da banda ele sai do show atordoado. 

Ok, sabemos que tal qual um relógio suíço Steve Harris e Cia não são adeptos de inovarem mesmo possuindo, por baixo, umas 80 músicas que fariam os olhos dos fãs brilharem e marejarem enquanto cantariam a plenos pulmões.

Temos um álbum este ano que fez 40 anos e que só nele tem músicas que nos deixariam loucos.

E eles sabem disto. Tem uma aí  que a galera pede desde...1986? Hahaha

Quem sabe essa situação com o RiR acabe também se refletindo em SP, CWB e em Ribeirão. Este último nem tanto por ser uma baita novidade a banda por lá. Mas muitos fãs nessas cidades podem pensar, já sabendo do set list: De novo? Bem... Vou focar em outras prioridades...

Mas a possibilidade da banda enxergar sua finitude que se aproxima, para o bem ou para o mal e acabar por tentar entregar músicas diferentes da fórmula que já arrebatou multidões, é algo a ser observada.

Não falo em 16 músicas e o enterro de Fear hahaha ( apesar de eu apoiar). Mas de ousar. A idade dos membros leva a isso. O público pede isso. Tivemos sorte imensa de não perder nenhum deles durante a PANDEMIA.

Senão agora, quando? Vão esperar mais 10 anos? O motor da banda, Nicko já soltou em entrevistas que tá disposto a ir além. E se ele, sendo o mais velho está disposto, qual o problema?

Teremos, eles por mais 10 anos? Espero.

Tempo de ensaiar a banda tem também. E estamos falando de senhores que são exímios profissionais no que fazem. Ou os melhores.

Quem sabe dia 20/05 em Zagreb a banda acabe por entender isso que é chegada a hora de desculpas melhores do que um "Não lembro do solo" ou "Vamos ver como fica".

De toda forma como bom fã, irei assisti-los.

Óbvio.

Mas que esse inesperado encalhe dos ingressos do RiR"22 chegue até a banda com ares de " Ok caras, vamos mudar além do previsto pois devem estar achando que é exatamente o mesmo show!"

Os fãs pedem pra morrer de susto uma vez hahaha 

UP THE IRONS!



Sobre IMB

IMB

6 comments:

  1. #foraFOTD

    que venha Alexander :-)

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente não consigo enxergar a comoção em torno de "Alexander the Great" ser executada ao vivo, a não ser o próprio "tabu" criado em torno disso, pois é uma música de mediana para boa. Não tem nada de espetacular nela que possa justificar tamanha aclamação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também não entendo...como se fosse a música mais pica de todos os álbuns já lançados de toda a carreira...fã do Iron são os mais XAROPES mesmo!

      Excluir
  3. Ainda acho q isso se deve aos outros shows previstos.
    Eu irei ao show de sp por preferir a cidade em comparação c o RJ

    ResponderExcluir
  4. 1. Pelo que vejo pela internet, muitos vão no show de Curitiba e São Paulo.
    2. Nunca fui num show deles, esse ano vou pela primeira vez. Óbvio que quero ouvir Fear Of The Dark ao vivo, literalmente. Muitos estão na mesma situação que eu. Não acho que o problema seja o set-list....

    ResponderExcluir
  5. É altamente duvidoso que a banda anuncie três shows em estádios após um início ruim na venda de ingressos para o Rock in Rio. Aparentemente estão reservados, mas há sempre um anexo no contrato que o organizador pode rescindir por vários motivos. Voltar depois de 2 anos e meio com a mesma turnê e um repertório parecido não foi a melhor ideia. Talvez se tivesse sido um ano antes - o público teria reagido de forma diferente. Eu também duvido muito se eles farão shows no Chile e na Argentina. O retorno aos mesmos locais, onde um grande número de pessoas viu esse espetáculo, não deu certo. Melhor se a turnê "Legacy" cobrir lugares onde eles não tocaram antes: Uruguai, Peru, Colômbia, Japão, Oceania.

    ResponderExcluir