[ JANICK GERS ] - O grande segredo para não fazer músicas longas serem chatas, segundo o guitarrista

 O Iron Maiden tem investido há um bom tempo em músicas mais longas. No álbum mais recente, "Senjutsu", há três faixas que ultrapassam a marca de 10 minutos de duração, enquanto outra fica na casa dos 9 minutos.

Porém, há um segredo para que essas faixas não fiquem tão entediantes: a construção de um bom refrão. O guitarrista Janick Gers falou sobre o assunto em entrevista à Total Guitar.

"Sempre adoramos músicas mais longas e prolongadas. Embora sejamos considerados heavy metal, também podemos ser folk, progressivos, ousados, até mesmo suaves em alguns momentos. Em alguns aspectos, nossa maneira de olhar para um álbum é: tudo é possível. Tudo o que você precisa, de verdade, é de um grande refrão", afirmou.

Na visão de Gers, há outro detalhe importante para que essas músicas mais longas soem coesas. "Você coloca as guitarras em camadas. É nosso trabalho fazer uma tapeçaria por baixo que aprimore os vocais de Bruce (Dickinson), em vez de atrapalhar. Temos uma forma natural de tocar. Não mexemos muito, já está ali", disse.

O tema foi abordado enquanto o músico falava sobre a faixa "The Time Machine", oriunda de "Senjutsu" e composta por Janick em parceria com o baixista Steve Harris. "Essa é uma daquelas músicas com afinações extras para oferecer todas aquelas colorações extras no início. Na verdade, fiz tudo em uma guitarra Stratocaster. Eu pretendia refazer com um violão, mas a Strato tem um som tão estranho que o violão não teria", comentou.



Fonte: www.whiplash.net

Sobre Iron Maiden Brasil

Iron Maiden Brasil

0 comentários:

Postar um comentário