[ BRUCE DICKINSON ] - ele prometeu recusar Rock Hall se fosse introduzido algum dia

Com o anúncio de que o Iron Maiden concorre a uma das vagas para entrar no Rock and Roll Hall of Fame em 2021, os fãs da banda poderão acompanhar se Bruce Dickinson cumprirá uma promessa feita ainda em 2018. Na época, em entrevista ao Jerusalem Post, o vocalista disse que recusaria a instituição caso fosse introduzido ao "hall da fama do rock".


Dickinson demonstrou chateação com o fato de muitas bandas clássicas do rock e do heavy metal ainda não integrarem o Rock and Roll Hall of Fame. Nomes como Judas Priest e Motörhead até hoje não entraram, enquanto o Deep Purple levou muito tempo para ser reconhecido - talvez não por coincidência, todos são britânicos.


Para ser elegível ao Rock and Roll Hall of Fame, o primeiro single ou álbum do artista ou banda deve ter sido lançado há pelo menos 25 anos. Dessa forma, desde 2005, o Iron Maiden está apto a integrar a instituição, mas isso nunca ocorreu e geralmente eles não eram lembrados nem mesmo na lista de indicações, que entra para votação do júri de especialistas.


Por conta disso, Bruce já vinha criticando o Rock and Roll Hall of Fame em entrevistas há anos. Porém, ao Jerusalem Post, ele disse que algumas de suas falas foram descontextualizadas para parecer que ele estaria triste por estar for

"Na verdade, estou muito feliz de não estarmos lá e eu nunca gostaria de estar lá. Se fomos introduzidos, eu vou recusar - eles não terão me terão lá. O rock and roll não pertence a um mausoléu em Cleveland. É uma coisa viva, que respira. Se você colocá-lo em um museu, estará morto. É pior que horrível: é vulgar", afirmou, na ocasião.


Sobre Iron Maiden Brasil

Iron Maiden Brasil

0 comentários:

Postar um comentário