[ ANÁLISE ] - The Clansman por Histudio

"Liberdade!" É sobre o que fala a música "The Clansman", da britânica Iron Maiden, do álbum Virtual XI, de 1998.
A Escócia teve inúmeras rebeliões, uma delas, os Levantes Jacobitas entre os séc. XVII e XVIII, que tinham o intuito de restaurar o trono para a casa Stuart, governado pela casa Hanover. Esses Levantes, por exemplo, tiveram a adesão de clãs na luta contra os ingleses e por vezes o protestantismo. Algumas músicas se baseiam nesses conflitos, como Rebellion e Culloden Muir da banda alemã Grave Digger. Mas o que eram e quem foram as pessoas que participavam dele? No dicionário Michaelis a definição de "Clã" consta como: Grupo de famílias que descendem de ancestrais comuns ou grupo de pessoas unidas por interesses comuns.

As guerras por independência na Escócia não foram somente com os Jacobitas dos Stuarts e seus intuitos religiosos; The Clansman, por exemplo, é inspirada em William Wallace, considerado herói pelos escoceses por lutar contra o domínio inglês. Lembram do filme Coração Valente? Pois bem (mas sugiro que vejam o vídeo: O verdadeiro Coração Valente, William Wallace, do canal Nerdologia). Contudo, apesar da inspiração, a música não fala exatamente sobre ele, mas sobre um homem do clã, das Highlands que deseja se ver livre do senhorio inglês ou de qualquer outro que queria tirar sua liberdade e sua terra. "Não consegue ver o que eles fazem? Eles estão nos pulverizando. Estão tomando nossas terras que pertencem ao clã".
Um clã, segundo Marília Duarte de Ávila Ribeiro, é um grupo composto homens livres, sujeitos e escravos, onde o primeiro grupo estava acima dos demais e era formado por pessoas com parentesco familiar.

"É bom estar  orgulhoso e ser livre e uma raça que é parte de um clã que vive nas Terras Altas". Esses grupos são mais característicos das Highlands/Terras Altas, que é uma área de montanhas da zona norte da Escócia, tendo também as Terras Baixas no sul, as Lowlands. "Acordar sozinho nas montanhas com o vento em seu rosto". O elemento identitário do sistema de clãs pela independência também pode ser percebido na música pelos trechos: "E juro defender e lutaremos até o fim [...] Sei que permanecermos e lutaremos por nossa terra e juro que minhas crianças nascerão livres [...] É o direito de acreditar na necessidade de ser livre. É uma época em que você morre sem perguntar o por quê". Outro item característico dos Clãs, de identidade cultural e sentimento de pertencimento é o tartã, o tecido de lã xadrez típico escocês, onde cada clã atualmente, por exemplo, tem o seu padrão específico, e era usado geralmente como uma manta em volta do corpo; podendo diferenciar-se uns dos outros seja pela localização ou família, e a posterior, algo mais moderno, foi usado nos Kilts, ou as saias escocesas, como conhecemos. Me refiro a atualmente sobre padrões específicos porque na época alguns tartãs podiam ser bem parecidos, haja vista que, os materiais usados para a coloração do tecido, como plantas, dependiam da localização e nem sempre havia grande variedade. 

Os clãs também tinham um chefe, com a função de proteção e administração de conflitos, assegurando o bem-estar. Esses protegidos nem sempre eram da família do chefe, mas usavam o nome do clã dele, logo, a adesão foi crescendo e os nomes se perpetuando. Alguns clãs famosos: MacDonalds, Mackenzie, MacGregor... Nem todos possuem o "Mac" na frente, como os famosos Campbell, mas esse termo é interessante quando o analisamos: significa "filho de", ou seja, filho de um Donald, parte integrante. Marília Duarte também pontua que: "Isso demonstra a necessidade que o ser humano tem de se identificar com algo ou com um lugar – a identidade faz eles se sentirem escoceses, mas, antes disso, eles são pertencentes a um clã".
Com a Batalha de Culloden, onde ocorreu a derrota dos Jacobitas (fica a dica para a série televisiva Outlander) o uso do típico xadrez, bem como o sistema grupal foram proibidos, mas após a queda do decreto ainda hoje se usa tartans, entretanto, sem necessariamete o sentimento jacobita, antiprotestante, de independência ou diferenciação de status que outrora puderam ter. O instrumento Gaita de Fole também lembra muito os escoceses, mas Hugh Trevor-Roper (historiador) num capítulo do livro "A Invenção das Tradições" do renomado historiador inglês Eric Hobsbawm nos diz que: "Tal parafernália, que eles reputam muito antiga, é, na verdade, bem moderna". Segundo ele, essas tradições características são obras do séc. XVIII e início do XIX. Os clãs tiveram grande influência do povo irlandês também, muitos chefes irlandeses, segundo Hugh, exatamente no começo desse sistema, foram para as zonas altas escocesas e lá se firmaram.

The Clansman é uma música cheia de energia, originalmente cantada pelo ex vocal da banda Blaze Bayley, mas também brilhantemente interpretada por Bruce Dickinson, e essa que vos fala prefere a segunda opção e falo aqui baseada nela e de como a banda a executa com vigor. A canção começa lenta, com um sentimento de um homem orgulhoso de ser o que é e sabe o porquê do que luta. Mas logo estoura no poder da palavra "Freedom" (Liberdade)! Como dito, os clãs eram unidos por interesses comuns diversos, por proteção e identidades, mas também existiam rivalidades entre um clã e outro. Todavia, como em Culloden, a luta pela independência unia os grupos.
"Liberdade! Não, não podemos deixá-los tomar mais, nós temos a terra dos livres!"

As imagens abaixo representam:
1. Eddie The Clansman. Observem que o mascote da banda, Eddie, na capa sobre The Clansman usa o tartã e também kilt.




2. Mapa da Escócia dividido entre as localizações das Highlands e Lowlands.





3. Tartã usado por Bonnie Prince Charles, líder da Batalha de Culloden e pretendente ao trono Stuart.




4. Representação de um clã (Mackenzie) na série televisiva Outlander.



5. Monumentos em pedra representando cada clã que lutou na Batalha de Culloden. Estão localizados no local do conflito, em Inverness - Escócia



- Os trechos da música estão entre aspas e em negrito.

Referências: 
° Um olhar sobre o movimento separatista escocês: história, identidade e nacionalidade - Dissertação de mestrado em Relações Internacionais de Marília Duarte de Ávila Ribeiro - 2019 (UFBA) 
° A Invenção das Tradições - Eric Hobsbawm 
° Why tartan is a symbol of both rebellion and sophistication - BBC 
° Site Iron Maiden Brasil
° Jacobite rebellions: how close were they to returning the Stuarts to power?", por Murray Pittock - History Extra
° British History in depth: The Jacobite Cause, por Louise Yeoman - BBC
° A Revolução Inglesa", de José Jobson de Andrade Arruda

- Texto por Cibele Coelho, graduada em Licenciatura em História pela Universidade Federal do Ceará.
Publicação retirada do Instagram @histudio_. O Histudio é uma conta que se propõe a fazer análises de músicas baseadas em fatos históricos ou personalidades.
ACESSEM O HISTUDIO PARA MAIS ANALISES DE MUSICAS! CLIQUEM NO BANNER ABAIXO:
www.instagram.com/histudio_


Sobre Iron Maiden Brasil

Iron Maiden Brasil

2 comentários: