[ PONTO DE VISTA ] - Iron Maiden - Live After Death


A opinião é quase que unanime. "Powerslave" é certamente um dos grandes clássicos do Iron Maiden. E para a promoção do disco, a turnê teria de ser igualmente épica. 

A "World Slavery Tour" foi a maior turnê já realizada pela banda. Com início em 09 de agosto de 1984 na Polônia e fim em 05 de julho de 1985, foram mais de 190 shows em quase um ano na estrada, com alguns shows históricos, como a primeira aparição no Brasil, durante o Rock In Rio I. 


E para os registros da turnê, a banda lança ainda em 1985, aquele que é considerado não somente o melhor álbum ao vivo do Iron Maiden para muitos fãs, mas um dos melhores de toda a história do Heavy Metal. O grandioso "Live After Death".


Com uma produção impecável de Martin Birch (para variar), o álbum em sua versão em vinil trazia como show base uma compilação das quatro noites seguidas as quais a banda tocou na Long Beach Arena, California, nos dias 14, 15, 16 e 17 de março de 1985. O lado B do vinil 2 trazia cinco músicas dos shows no Hammersmith, Londres, ocorridos nos dias 8, 9, 10 e 12 de outubro de 1984.



"Live After Death" já chama a atenção de cara com um dos melhores trabalhos de Derek Riggs, com o clássico Eddie levantando de seu descanso eterno. Musicalmente, o Iron Maiden trouxe um set list onde se conseguiu reunir o que tinha de melhor na época. O entrosamento dos integrantes estava em um nível tão absurdo que todas as versões aqui apresentadas superam as originais de estúdio (ouçam por exemplo "Aces High", "Rime Of The Ancient Mariner", "Hallowed Be Thy Name" ou "Run To The Hills só para citar algumas). 


Não é a toa, "Live After Death" é cultuado hoje em dia, mesmo após 32 anos de seu lançamento, até por fãs que não vivenciaram os gloriosos anos 80. O trabalho mostra o Iron Maiden em seu ápice criativo e energético, uma banda com sangue nos olhos, mostrando e provando toda a sua competência. Em suma, "Live After Death" é item obrigatório não somente aos fãs do Iron Maiden, mas para todo fã de Heavy Metal que se preze.



Up The Fuckin' Irons!!!


Sobre Alexandre Rodrigues Temoteo

Alexandre Rodrigues Temoteo

1 comentários: