Nicko McBrain gostaria de ver o Iron Maiden fazendo show com orquestra

Na quinta-feira de 15 de Outubro, o baterista do Iron Maiden, Nicko McBrain, foi entrevistado por Andy Preston, da estação de rádio 98.7 The Gate, em West Palm Beach, Flórida. Você pode agora ver a conversa abaixo. Dois excertos seguem (transcrição da Blabbermouth.net).

Sobre o novo álbum do Iron Maiden, The Book of Souls:
“Eu acho que este álbum é o “The Number of the Beast” do novo milênio. Eu acho que “The Number of the Beast” foi realmente um dos maiores... Dos três primeiros álbuns, ele foi o maior álbum, e realmente estabeleceu o Iron Maiden. E então, é claro, eles tinham um novo baterista chegando, que não participou deles – um cara muito bonito, eu devo dizer.”
“As pessoas ficam parafraseando e dizendo, ‘Oh, o Nicko sempre diz que este é o melhor álbum que ele já fez. Mas este é definitivamente, sem sombra de dúvida, o melhor álbum que nós já fizemos.”

Se a turnê do Iron Maiden de The Book of Souls irá mostrar a banda tocando ‘Empire of the Clouds’, a faixa de 18 minutos, composta pelo vocalista Bruce Dickinson:

“Eu estou bem certo de que não iremos tocá-la. Primeiramente... não pela duração da música... tem muita orquestração, e o Bruce tocando piano... (respira fundo). Vamos apenas dizer que ela não está realmente pronta para ser tocada ao vivo. O fato é, o que eu gostaria de ver o Iron Maiden fazer antes de nos aposentarmos das turnês que costumamos fazer, eu gostaria de nos ver fazendo o que Jon Lord (Deep Purple) fez uns anos atrás, com a Orquestra Sinfônica de Londres, quando ele tocou no Royal Albert Hall; ou seja, tocar as músicas do Iron Maiden com uma orquestra.

 Eu adoraria fazer isso, porque existe muito material nesta linha. ‘Alexander the Great’ é uma faixa que todo mundo tem lamentado que nunca foi tocada ao vivo.  Eu gostaria de fazer coisas nesse estilo. Tudo que não cobrimos ainda eu gostaria de nos ver fazendo uma versão orquestral. Talvez façamos isso um dia.  Eu acho que Empire of the Clouds irá provavelmente ser tocada de alguma maneira, ao longo do caminho, seja com a fórmula do Iron Maiden, eu seja o Bruce fazendo algo com a música e mais alguém, talvez. 

Mas eu não acho que possamos realmente ver esta música sendo tocada ao vivo, porque envolve muita coisa.  Michael Kenney (que tem tocado teclado nos álbuns do Maiden e em turnês) faz bastante encaixes em músicas nas quais nós fizemos... Tem algo, provavelmente em The Red and the Black, que se nós tocarmos ao vivo, Michael faria, ou se fizéssemos algo que envolvesse orquestração, que pode ser feito em um teclado, seria Michael que faria. Mas nesta você não tem como; não dá. Também, tem muitos instrumentos de percussão nela, então realmente não seria algo... e ela dura dezoito minutos. Quer dizer, você poderia tocar duas músicas, invés de Empire of the Clouds, não é?”

O décimo sexto – e primeiro duplo – álbum de estúdio do Maiden, The Book of Souls, foi lançado mundialmente em 04 de Setembro, pela Parlophone Records (BMG nos EUA). O CD foi gravado em Paris, na França, com o produtor Kevin ‘Caveman’ Shirley, no final de 2014, com os retoques finais acrescentados posteriormente.

O Iron Maiden anunciou em Maio que a turnê de apoio ao álbum não aconteceria antes de 2016 para permitir a Dickinson tempo para se recuperar completamente, após seu bem sucedido tratamento contra o câncer.

Sobre Iron Maiden Brasil

Iron Maiden Brasil

0 comentários:

Postar um comentário