SPEED OF LIGHT: Análise dos significados da música

Por Elias Cavalheiro, exclusivamente para o Iron Maiden Brasil.

Depois de 5 longos anos, a expectativa por um novo álbum crescia a cada mês. A doença de Bruce deixou muita gente apreensiva. Por fim seu câncer foi curado e as notícias recentes acerca de The Book of Souls foram ganhando destaque internacionalmente. E eis que é liberada a música e o vídeo clipe de Speed of Light. Bruce estava certo em dizer que ela é fácil uma música que remete ao tempo do Piece of Mind. Tanto a música quanto o clipe possuem qualidade excelente.



A faixa narra uma aventura por meio do tempo e do espaço, uma aventura que levou Eddie a ver muitos pontos turísticos (talvez se referindo as diferentes eras dos videogames).
Aparentemente o personagem está com mais alguém, alguém que o convida a ir além dos limites do próprio universo, fazer coisas como atirar na lua, pra tirar essa imagem da galáxia ser um lugar solitário.

Nessa primeira parte da música temos uma referência a era Paul Di’anno, Eddie apenas sendo a cabeça (da época dos pubs) e a fase do Donkey Kong (que se passa justamente nessa mesma época para a banda) onde vemos um cara gordo (seria Di’anno ou um dos assassinos de Murders in the Rue Morgue?) atirando televisores queimados (referência aos televisores de Holy Smoke, porém aqui é apenas um easter egg) e o Eddie tentando salvar Charlotte (no jogo do Donkey Kong é Mario quem tenta salvar Pauline). Eddie precisa juntar 4 corações para poder retornar a sua dimensão e concluir o jogo, após derrotar o gordão ele consegue o coração de Charlotte.

O refrão, que sem sombra de dúvidas é a parte mais cativante da música, que toda a música prepara e gira em torno desse refrão muito bem desenvolvido,  descreve bem a empolgação de Eddie e da pessoa que o acompanha, dizendo que a humanidade não os salvará na velocidade da luz. A medida que Eddie vai passando pelos cenários ele vai ganhando corpo (assim como a banda foi ganhando notoriedade mundial com o passar dos anos).
A medida que Eddie viaja pelo tempo e espaço suas próprias convicções acerca de sua compreensão com a realidade mostram um sentimento de fuga. Isso tem uma certa força no trecho:

Event horizon lost in space

Runnin' in a human race
I don't know where, I don't know why
But somehow back in time again

Fuga dos problemas que todos nós passamos? Por isso que utilizamos um entretenimento (como o vídeo game) para podermos nos livrar de nossa realidade e entrar em outra na qual ganhamos força matando monstros ou somos valorizados por cumprir certos feitos ou metas? Eddie teme que ele volte de alguma maneira a dimensão da qual ele pertence.

No clipe, vemos Eddie encarando jogos da era 16bits, fazendo referência a jogos como Robocop vs Terminator, Megaman X (shotting plasma). O carro de Somewhere In Time que Eddie enfrenta lança mísseis em sequência e atira em sentido diagonal, Lembrando muito shooters como Contra e Metal Slug.
No final da segunda estrofe Eddie diz que uma festa o chama, e que você não o localizará pela visão, mais uma vez comprovando o sentimento de fuga do personagem.

A Segunda parte mais potente da música é o solo, em que ocorre uma luta entre a besta no cenário de Run To The Hills, contra Eddie. Eddie começa perdendo, porém no momento em que Adrian (?) executa seu solo, Eddie retorna, assim como em Life After Death, e executa um combo, ou Hyper Combo (fazendo referência a Street Fighter 4 e a série Marvel Vs Capcom) e no Finish Him executa um Fatality. Arrancando a cabeça e o coração da besta.
E no último jogo, vemos eddie atual, simulando jogos em primeira pessoa (que são muito comuns graças as tecnologias atuais), O primeiro inimigo que Eddie enfrenta lembra jogos como Skyrim, onde ocorrem batalhas de armas brancas. Depois Eddie pega uma Colt (?) fazendo uma referência enorme a Conter Strike. O dinossauro que ele derrota pode fazer uma referência a jogos mais surreais como Destiny, a trilogia Turok do Nintendo 64, Borderlands ou Arc Survival Evolved. Tudo isso ocorrendo em algo que aparenta ser um templo Maia, cenário do novo álbum The Book of Souls.



Este dinossauro pode também significar a mistura de tempos que vão ocorrer neste álbum. Por fim Eddie consegue as peças-chave (utilizando seu próprio coração como chave) e volta para sua dimensão. Atenção para o nome de todos os integrantes da banda no final, sendo Eddie o primeiro colocado. Após isso Eddie da um chute na máquina e vai embora.

O que podemos concluir nisso? Que todos os membros da banda buscaram essa fuga em algum momento de suas vidas. E que assim que esta fonte de fuga termina, temos que voltar para nossa realidade, quer gostarmos ou não (o chute que Eddie dá na máquina demonstra sua insatisfação em voltar para a realidade, o que mais uma vez comprova o que já disse).


Música sensacional, um clipe muito rico de detalhes, digno de ser visto várias e várias vezes. O Refrão desta música ao vivo será muito foda. E que venha The Book of Souls.

Sobre Rubens Sampaio

Rubens Sampaio

4 comentários:

  1. Na primeira viz esse dinossauro no clipe fiquei pensando qual seria a mesnsagem que queria transmitir. Como o andamento do clipe também remete a história da banda, pensei que já nos tempos atuais por muitas vezes a banda é considerada dinossauro do rock ou muito velha mas isso não impede de Eddie com uma arma futuristica seguir em frente e conquistar seu objetivo.

    ResponderExcluir
  2. É uma volta incontestável e inconfundível do |Maiden, nos agraciando com este novo e seleto album ... The book of Soul
    A musica, "Speed Of Light", me lembra e me traz referencia aos grandes singles, antes dos lançamentos dos albuns, como single The Wickerman (BNW),, Wildest Dreams (DofD) e os que vieram posteriormente.

    Na nova e maravilhosa musica de trabalho, Speed of Light, eu vejo essa ANSIA essa VONTADE LOUCA de voltar aos palcos, de MOSTRAR TRABALHO, e acima de tudo, as REFERENCIAS a N pontos da história da banda que paralela/singularmente foram referidas à varias epoca de jogos antigos e atuais e bem como, também, a momentos que marcam a história da civilizaçaõ em si ....... teremos um classico do metal mundial... que marcara centenasss de geraçções ...... MAIDEN FOREVER

    ResponderExcluir
  3. Uma Otima Analize Parabéns Um dos melhores Clips que Eu já vi e A Música nem Se Fala já virou um Hit Up the Irons ! \m/

    ResponderExcluir
  4. Péssimo texto, ótimo clipe. Nem tudo foi mal. Até gostei da analogia entre com Eddie e a banda tamando corpo na medida que as novas fases vão surgindo. Mas ler erros de inglês e de tradução é p%$#da! "Conter" Strike? Localizar pela visão? me dói na alma... rsrsr

    ResponderExcluir