Bruce Dickinson: Frontman se manifesta a favor de pubs britânicos.



O vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, se manifestou para salvar o tradicional pub britânico conhecido como Great British Beer Festival na última terça-feira (13/08/2014).

O vocalista pioneiro do heavy metal britânico criticou o aumento da insensibilidade, bares de estilo americano cada vez mais frequentes no Reino Unido tocando segundo ele "música realmente terrível" - e culpou seus proprietários da rede de pubs como "vacas leiteiras" em vez de centros comunitários.


Enquanto isso, outras "casas públicas", para dar-lhes o seu nome completo, estão sendo reformadas como centros de consumo e degustação de bebidas.

"É preciso que haja um pouco de resistência, mas também eu acho que é preciso reconhecer que o pub deve, com efeito, ser o mesmo que o cofee shop," disse Dickinson, no festival para coroar o campeão Beer of Britain 2014.

Bruce continua em entrevista à AFP "Precisamos voltar à idéia de que um pub é um lugar seguro, calmo para ir, onde você pode tomar uma cerveja e relaxar. Quando a gente mudar o caráter de bares, para transformá-los em bares de estilo americano, onde você tirar os móveis, os tapetes e as coisas que fazem as pessoas se sentirem que é confortável para sentar em um bar com uma cerveja, um copo de água ou alguma coisa e ler o jornal e conversar com seus amigos ... isso não é um pub.”.

"Você deve ser capaz de abrir pequenos bares com boa cerveja e um ambiente agradável, e isso é uma das melhores formas de educar as pessoas sobre como beber com responsabilidade - não ser um zé roela, tomar 20 doses e sair socando as pessoas fora do pub", disse Dickinson.

"Não é sobre a abertura de bares até as duas da manhã. Nada de errado com fechamento de um pub às 11 horas da noite. Se você ainda não teve o suficiente para beber até lá, há algo errado com você!"


O Great British Beer Festival transforma o centro de exposições de Olympia, na cidade londrina, no maior pub do mundo, servindo a uma expectativa de 55 mil pessoas ao longo de cinco dias, até sábado. O evento é organizado pela CAMRA, Campaign for Real Ale, que aponta que os bares estão fechando a uma taxa gradativa - atualmente 31 por semana - e ser transformado em supermercados e agências imobiliárias.

Sobre Elias Cavalheiro

Elias Cavalheiro