BLAZE BAYLEY: "Eu só queria me matar naquela turnê"

A Rádio Metal  recentemente conduziu uma entrevista com o vocalista Blaze Bayley (IRON MAIDEN, WOLFSBANE). Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Rádio Metal: [seu] novo [solo] álbum, "The King Of Metal", é a primeira vez que você compõem sem a presença de Jay Walsh , Nico Bermudez e David. Como isso mudou o processo de escrita? Como foi este registro escrito?
Blaze Bayley: Eu encontrei um novo guitarrista. Eu escrevo a maior parte da música e depois falamos sobre isso. É o mesmo com Claudio Tiricanti; [ele] é o meu baterista para esse registro. Então, sobre o processo de escrita, o que fizemos é uma abordagem totalmente diferente. Eu queria fazer algo muito simples e direto, especialmente nas letras, eu queria ser capaz de falar com meus fãs, cuja primeira língua não é o Inglês, por isso tem que ser uma mensagem muito clara e direta. Quando comecei a escrita [processo para o novo CD], eu queria ser capaz de estar no palco, na turnê, e dizer palavras específicas de uma maneira específica, diretamente, para os meus fãs, por isso é o que eu fiz .

Rádio Metal: Este novo álbum é chamado "The King Of Metal" e é, como você disse, dedicado aos fãs de heavy metal. Você declarou que os fãs de metal são os verdadeiros reis do metal. Você acha que, de todos os diferentes tipos de público, os fãs de heavy metal são os fãs mais dedicados do mundo?
Blaze Bayley: Sim, eu acho que se você olhar para os diferentes gêneros de música, os fãs de pop são mais fashion-orientados, talvez por isso eles vão gostar de um registro da Madonna, mas não todos os registros de Madonna. Todo artista tem um certo número de verdadeiros fãs, mas os fãs de heavy metal são especiais. Se eles gostarem de um artista e gostarem de um CD, em seguida, para o próximo CD, eles não vão esperar pelas revisões, porque se é fã do artista, então eles amam tudo. Em tudo o que eu já tive registrado, eu sinto que que a lealdade tem significado muito para mim. Eu tenho alguns fãs ... Você sabe, eu sou muito pequeno, um cantor underground do metal pesado, um monte de fãs do IRON MAIDEN um dia já ouviu falar de mim, mas um monte deles NÃO sabe o que eu faço com a minha própria música, ou muito poucos. Então, eu sou apenas um artista, pequeno que preza por  fazer as coisas do meu jeito e eu tenho o apoio de alguns fãs ao redor do mundo e que me faz continuar. E eu estou muito orgulhoso e muito honrado por ter esse apoio, realmente.

Metal Rádio: No ano passado você se separou de David Bermudez, Nico Bermudez e Jay Walsh e divulgou um comunicado sobre isso. Poucos dias depois, eles lançaram uma declaração dizendo que o seu ponto de vista não era verdade e que eles foram demitidos apenas por razões financeiras. Como você reagiu a esta declaração? Onde está a verdade?
Blaze Bayley: Não há verdade, há apenas uma visão pessoal e subjetiva de sua situação e sua realidade. Não há nenhuma verdade. Não há como explanar sobre como você se sente sobre uma situação, e como você sente que foi tratado. Eu só queria me matar naquela turnê, a pressão para manter uma banda juntos foi demais. Às vezes eu realmente queria que eu tivesse me matado para fugir, mas minha esposa falou-me dela (filha), e ela me convenceu a continuar, e é por isso que eu ainda estou aqui. Assim, eles podem dizer o que quiserem, mas a minha verdade é: estar com as pessoas nessa turnê pensando em que situação me fez sentir a vontade de me matar, como acabar com a minha vida, terminando tudo, deixando minha esposa e minha filha só para ficar longe de tudo . Essa é a minha verdade.

Metal Rádio: Algumas semanas atrás, você cantou na Rússia com Paul Di'Anno, que também era um membro do Iron Maiden como você. O que você pode nos dizer sobre essa experiência?
Blaze Bayley: Foi fantástico, muito divertido, era ótimo. O tempo estava horrível em Moscou, estava nevando, e fazia muito frio, mas Paul é um cara muito engraçado, e a banda russa que tocou conosco foi absolutamente excelente e fez um trabalho maravilhoso. Eles fizeram minhas músicas soam muito bem e eles eram ótimas pessoas para trabalhar. Por causa dos dois nomes, as pessoas que não sabiam me veio ver Paul e eu, e eu fiz um monte de novos fãs, de modo que algo que eu realmente gostei, algo que eu [pensamento] de fazer antes, mas que parecia ser o momento certo para fazê-lo, o estado de espírito certo. Eu não tenho uma banda agora, eu sou um artista solo e eu escolher músicos diferentes, mas este era o momento certo para fazer isso, e foi ótimo. Eu gostei muito, foi muito divertido. 
Eu faço um pouco de minhas próprias músicas, então algumas das músicas que eu sou conhecido no IRON MAIDEN e os fãs parece que realmente gostam do set-list que fizemos, por isso estou aberto para fazer um pouco mais daqueles shows . É muito divertido. Uma coisa que eu penso sobre a música é que você deve fazer isso porque você se divertir primeiro não, porque você espera chegar a lugar nenhum. Se você chegar em qualquer lugar, então isso é ótimo porque você está fazendo algo que você gosta. Isso foi realmente bom e que realmente me deu um impulso e me deu muita confiança para voltar lá. Isso é muito bom.

Metal Rádio: Isso é legal. Você já considerou fazer um álbum juntos?
Blaze Bayley: Não, porque eu não vejo que valor teria musicalmente. Se Paul e eu tivessemos uma idéia incrível  ou um novo tipo de metal pesado que levaria duas vozes para cantar, então, talvez, mas no momento, não. Agora estou muito ocupado fazendo minha própria música, e Paul também é muito ocupado - ele é dono de um clube no Brasil e duas lojas, e ele trabalha o tempo todo em diferentes países de todo o mundo. Então, não, nós não ter pensado nisso. Eu não diria nunca, mas eu não posso ver quem estaria interessado nesse álbum.

Metal Rádio: Ok, quando vimos imagens de concerto  havia uma piada sobre vocês dois terem perdido o seu cabelo. Isso significa que tocando com o Iron Maiden faz você perder o seu cabelo?
Blaze Bayley: Sim! Se você deixar o Iron Maiden, você deixa seu cabelo.

Sobre Iron Maiden Brasil Noticias

Iron Maiden Brasil Noticias

0 comentários:

Postar um comentário