DAVE MURRAY: " A música me dá felicidade quase todo o tempo"


O lema do FC Barcelona é o seguinte: "Mais que um clube". Sobre o Iron Maiden, você pode escrever, "Mais que um time." É uma empresa grande e bem funcional, preparando um show perfeito, essas rotulações especiais, capas de CD com arte originais, milhões de fãs, Eddie o famoso mascote.
Legiões de artistas estão se curvando diante da banda. Para a maioria das equipes com uma ampla base de metal pesado, com o Metallica no comando, o Iron Maiden foram a inspiração principal. Recentemente Lady GaGa, revelou-se uma grande fã do sexteto britânico.
O Iron Maiden vem para a Polônia desde 1984. Em poucos dias estará conosco novamente. 10 junho de 2011 e o Iron Maiden será a estrela do festival Sonisphere. Eu acho que não há dúvida de que Bruce Dickinson, Steve Harris, Janick Gers, Adrian Smith, Nicko McBrain e Dave Murray irão colocar milhares de pessoas em êxtase. Este último, um modesto, sempre alegre e sorrindo, com o apelido de "cara de lua" (ahahahahahahahah), ele concordou em uma breve entrevista antes do concerto.

Tenho seguido a sua carreira no Maiden a muito tempo, mas não me lembro de fotos, programas de televisão ou outros materiais visuais sobre a banda em que você não estaria sorrindo de orelha a orelha e não irradiava energia positiva. Como é que você mantém tanta alegria e otimismo? Isso se relaciona com uma carreira de sucesso, família maravilhosa, o sucesso comercial, apartamento em Havaí? Ou talvez com alguma outra coisa?

Dave Murray: [Risos] Talvez eu fico rindo, porque é melhor sair sorrindo nas fotos.Estou interessado junto com os meus amigos da banda de fazer música que nos dá alegria, e coisas que os fãs podem ouvir com prazer. Ela( música) me dá a felicidade necessária,durante quase todo o tempo, para me sentir bem.

Você, Steve Harris e Nicko McBrain foram na Polonia, com o Iron Maiden em todas as visitas no meu país. Em poucos dias, 10 de junho, vai estrelar Sonisphere Festival. Existe algo parecido com isto de visitas anteriores a Polónia, que ainda têm na memória?

É verdade que, pela primeira vez, eu estava com o Iron Maiden, na Polônia, provavelmente na primeira metade dos anos 80, em 1984. É incrível como nossa base de fãs na Polónia tem crescido desde então. Eu sei que há um monte deles. Toda vez quando eu aparecer entre vocês com os fãs do Iron Maiden são incríveis, e nos recebem muito calorosamente. Do que aconteceu nos anos 80, quando tocamos na Polônia, é impossível esquecer. Lembro que aqueles eram os dias muito antes de existir a Internet e dos telefones móveis.Fizemos algumas entrevistas ,fizemos algumas fotos. Hoje, graças à Internet, o mundo inteiro é como um livro aberto. É mais fácil fazer o contato, mantê-lo.Portanto, sempre estamos dispostos a voltar para que vocês Poloneses e não se esqueçam como nós aceitamos e gostamos de vocês.

Iron Maiden há anos vem fazendo shows em estádios, em grandes locais. Tocar nestes locais grandes não é ruim em relação a tocar em clubes menores em que a interação com os fãs é muito mais forte?

Bem, eu acho que já tocamos muito em clubes, mas eles já fazem parte do nosso passado. Uma vez que estas performances eram uma necessidade para nós naquela época. Hoje, eles não são. Você sabe, o Iron Maiden é uma banda que há muito entrou em outro nível muito superior quando se trata de apresentar a música. Nós temos uma grande estrutura,um grande palco é o Eddie, que durante anos tem mudado, é sempre uma maravilhosa estrutura de luz. De um modo geral, a produção do nosso show é algo realmente impressionante. Parece-me que o retorno de tocar no clube não seria adequado. Seria um retrocesso. Acho que você sabe o que quero dizer e também sei que o Iron Maiden é uma banda que está sempre muito perto dos fãs. Nós não os evitamos, nós tentamos encontrá-los quando possível. E o fato de que, durante anos, temos a oportunidade de tocar em grandes arenas e apresentar ao público um grande show, é uma consequência natural daquilo que fazemos há mais de 30 anos. Eu acho que nossos fãs são muito felizes com isso. Claro, eu não tenho nada contra shows em clubes. Toquei em um monte deles e ainda é assim que construímos a nossa base de fãs, que hoje conta com milhões de pessoas ao redor do mundo. Embora juro que eles nunca irão nos ver no clube novamente. Seria uma loucura... agradável [risos].

Fonte:Sank.org

Ps: POLANDIA! ;)

Sobre Tiago Marques

Tiago Marques

0 comentários:

Postar um comentário