BELÉM 2011: Adrian Smith fala sobre o show de amanhã!

  O guitarrista Adrian Smith falou com Filipe Faraon do jornal paraense O LIBERAL, com exclusividade. Confira a entrevista na íntegra!

A expectativa pela chegada da turnê The Final Frontier a Belém domina não só o público, mas também os integrantes do Iron Maiden. Em entrevista pelo telefone, o guitarrista Adrian Smith, 54 anos, demonstrou que a ansiedade pelo show não é exclusiva dos fãs. Ele se disse animado para conhecer o público da cidade, uma das poucas dessa turnê ainda nunca visitada pela banda, em 36 anos de estrada.

Quando o assunto é Brasil, integrantes da banda logo lembram as memoráveis apresentações nas edições brasileiras do Rock In Rio, tema citado com nostalgia por Adrian. Não é à toa que o país é um dos mais privilegiados nesta tour, com seis apresentações da banda. Só perde para Alemanha e Austrália, ambos com sete.

Um dos três guitarristas do Iron Maiden, Adrian é inseparável do vocalista, Bruce Dickinson. Entraram na banda na mesma época, no início da década de 1980, pouco antes de o grupo estourar mundialmente com o álbum The Number of The Beast. No início da década de 1990, saíram para lançar dois álbuns solo, e voltaram em 1999. Adrian participou da gravação dos últimos quatro CDs da banda, inclusive o aclamado The Final Frontier, lançado ano passado e base do repertório da atual tour.

Com linguagem coloquial e simpatia, diretamente do México, Adrian falou em entrevista exclusiva por telefone, ao repórter Felipe Faraon, sobre Grammy, o sucesso do novo álbum e lembrou seus tempos de fã da banda Deep Purple.

Você sabia que um grupo de fãs esperou uma fila de 15 horas até que os ingressos começassem a ser vendidos, em novembro?
Sério? Isso é espetacular.

Eles queriam ser os primeiros a comprar ingressos...
Isso é ótimo! Nunca tocamos em Belém antes, então estamos curiosos para ver. No resto do Brasil as reações, desde que tocamos no Rock In Rio, há 20 anos, têm sido fantásticas. Então, parece que vai ser um bom show, sabe?

Iron Maiden deve ser a maior banda a tocar em Belém. Isso faz o show ficar ainda mais especial para vocês?
Sim, é sempre excitante ir aonde você ainda não tinha tocado. Então, é claro que estamos animados. Estamos tocando em muitos lugares nessa turnê e pouquíssimos deles ainda não conhecíamos, e Belém é um deles. Estamos animados com isso.

Porque a banda toca em lugares fora do grande circuito, onde outras grandes bandas não costumam ir, como Indonésia, Cingapura e agora Belém?
Eu acho que as coisas estão muito diferentes e mudando rapidamente com a internet. As pessoas têm mais acesso a músicas e bandas. Acho que por isso Iron Maiden se torna mais conhecido. Nós estamos em um avião enorme, o Ed Force One, então somos capazes de chegar a esses lugares. E a gente sempre toca onde a gente sente que deve tocar. Quando surge uma possibilidade de tocar em um lugar diferente, a gente sempre leva em consideração a hipótese. Nós temos meios para ir até lá, nos divertir, então, você sabe, porque não tocar lá?

Em uma entrevista para a revista Roling Stone da Indonésia, Bruce Dickinson não pareceu muito empolgado por ter ganhado o Grammy este ano. Isso não significou nada para a banda?
Bem, para ser honesto, eu não sei bem... assistindo a cerimônia do Grammy a gente percebe que é tudo muito 'showbusiness', muito 'Hollywood', enquanto que Iron Maiden está a milhões de quilômetros de distância disso. Preferimos parecer uma banda real, cometemos erros, não somos perfeitos. Eu acho que as pessoas apreciam...(silêncio)... eu quero dizer, nada contra o Grammy, é legal ser reconhecido. Então, é, eu quero dizer, você sabe... por outro lado, muita gente vai dar importância ao Grammy e eu não vejo nada de errado nisso. Se, se, se...se isso faz as pessoas ficarem curiosas sobre a gente, então está ótimo.

Em uma mão vocês têm o Grammy, mas na outra, vocês estão no topo das paradas em 28 países. Imagino que isso signifique mais...
Sim, exato. É incrível.

E é o último álbum, e não uma coletânea de músicas antigas, que as pessoas estão ouvindo e adorando. O que isso significa para você?
Bem, a gente acha que é importante criar e tocar novas músicas. Pessoalmente, eu acho muito satisfatório escrever algo e ser criativo. Eu imagino que nós poderíamos sair em turnê e tocar nossas músicas antigas, o público provavelmente ficaria bastante feliz. Não queremos isso; queremos criar novas músicas, fazer novos shows e realmente continuar a nos desafiar.

Qual é a principal diferença entre os seus primeiros fãs, dó início da década de 1980, para os atuais, que vão para os shows hoje em dia? Há muitos jovens hoje; eles são diferentes dos jovens que iam aos shows de 30 anos atrás?
Bem, os jovens da década de 1980 ficaram mais velhos (risos). É verdade, temos muitos fãs jovens, o que é maravilhoso. Quem me dera que eu soubesse o segredo; eu iria engarrafá-lo e vendê-lo. Eu acho que parte do motivo é porque não há muitas outras bandas fazendo isso.

Por que será?
É muito incomum uma banda estar na ativa por tanto tempo quanto Iron Maiden, sabe, e continuar em turnês e manter o ritmo... E, eu acho que um monte de jovenzinhos que vêm aos nossos shows nunca estiveram em uma apresentação de rock antes, nunca viram alguém tocando solos de guitarra e nunca ouviram as melodias. Em muitas bandas que você ouve há uma atitude heavy metal e têm o som pesado, mas se você parar para ouvir nosso som, vai perceber que há muito de melódico.

Mas os fãs de hoje são, em algum aspecto, diferentes daqueles de muitos anos atrás?
Não. Eu lembro quando eu era criança e fui ver Deep Purple. Foi muito emocionante ver uma banda de rock e os caras tocando os instrumentos, muito legal. É isso que a juventude quer ver, ao menos é a única coisa que eu posso imaginar que eles possam querer. Com certeza não é pelas nossas aparências.

Vocês foram influenciados por Deep Purple, mas também influenciaram muitas grandes bandas como Dream Theater e Metallica. Como você se sente em relação ao fato de que o primeiro show que eles assistiram, quando jovens, talvez tenha sido o seu e agora eles contam histórias semelhantes à que você contou agora?
Pois é, estamos na estrada por um bom tempo, fazendo muitos shows em muitos países, para muita gente, o que acaba influenciando muita gente. Você nunca esquece o primeiro show que viu. Acho que as pessoas pegam essa inspiração para alimentar sua própria criatividade. Isso é ótimo.

Os fãs brasileiros devem estar curiosos de por que o país não vai aparecer no próximo DVD, enquanto que Argentina e Chile foram escolhidos. O que você diria a esses fãs, já que eles podem ter ficado com um pouco de ciúme? [Nota: no show de São Paulo Bruce Dickinson anunciou que o show no Brasil também estava sendo gravado para o DVD]
Bem, você sabe, nós já fizemos o Rock In Rio e não se pode fazer algo maior do que aquilo.

Fonte: O Liberal

Sobre Iron Maiden Brasil Noticias

Iron Maiden Brasil Noticias

8 comentários:

  1. Já estou lá!!!! Nós da extinta Banda de Heavy Metal NORMANDIA de santa Izabel do pará estaremos sim com a maior banda de metal IRON MAIDEN em uma caravana louca!!!Abraços a todos e até amanhã. Fui
    Maurored.

    ResponderExcluir
  2. Maiden em Belém é totalmente surreal!!!! Sem dúvida um show pra lembrar durante toda a vida... E eu sou privilegiado por ser testemunha disso!!!
    Ass: Fábio Loureiro

    ResponderExcluir
  3. Meu pai foi mas ele não me levou.poxa, quero saber como foi o show, mas ele só volta segunda feira...deve ter sido do caralho, adoro iron.

    Maiden Rules!!!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. eu nao fui pro show, mas meus amigos foram e me disseram que de fato foi o máximo!! esse evento ficará na historia!!!

    ResponderExcluir
  6. O show foi perfeito! Maiden em Belém, como foi dito por Fábio Loureiro, é totalmente surreal. É algo que vai ficar para a história. Foi um dos melhores momentos da minha vida!
    (Aline Moraes)

    ResponderExcluir
  7. Iron Maiden vai ficar na historia de belém numca vou esquecer esse show foi o melho de todos, ficara marcado na minha vida na minha alma, eternamente Iron Maiden.
    (Diego Santos)

    ResponderExcluir
  8. Maria de Jesus Caravlho da Costa6 de abril de 2011 23:42

    Realizei um grande sonho, junto com meu esposo, meu irmão e meu sobrinho. Foi demais o show e o melhor show de rock que já vi.
    Maria de Jesus - Carajás- Pará

    ResponderExcluir