A.S.A.P: 26 anos de Silver and Gold/Down The Wire

s s


Por: Sabrina.
Colaboração: Michelle

Neste ano o álbum Silver and Gold do A.S.A.P(Adrian Smith and Project ou As Soon As Possible que em inglês significa o mais rápido possível. Mas nesse caso A.S.A.P é Adrian Smith and Project) completou 26 anos.
O álbum que foi lançado em 1989 logo após Adrian deixar o Iron Maiden por vários motivos que até hoje não sabemos se são verdadeiros ou não. O fato é que Adrian tinha uma vontade
enorme de lançar algo teu e ser vocalista como nos tempos de sua antiga banda Urchin, tanto que ele convidou alguns de seus velhos amigos que tocaram com ele nessa banda. Andy Barnett (guitarras, violão, backing vocals) Dave Colwell (guitarras, violão, vocal de apoio.) e RichardYoung (teclados). Nicko McBrain era pra ser baterista, mas as datas das gravações coincidiram com a data de seu casamento. No lugar dele ficou Zak Starkey( Ele é filho do Beatles Ringo Starr). Robin Clayton no baixo.

Deste álbum saiu apenas um vídeo clipe: Silver and Gold.
Foi também lançado um EP intitulado de Down The Wire com as seguintes canções:

1. Down the Wire
2. When She's Gone
3. School Days

O álbum foi gravado em Londres pelo produtor Steven Stewart Short, durante as férias da banda após a turnê Seventh Son.
Mas essa ideia de gravar um álbum surgiu bem antes de ele sair da banda. Foi na época do Somewhere in Time. Adrian junto com seus amigos dos tempos de Urchin e seu amigo Nicko formaram The Entire Population of Hackney que chegou a se apresentar no Marquee em 85 junto com Iron Maiden. Naquela época já haviam composto musicas que entrariam para o álbum do A.S.A. P  e tocaram ao vivo no Marquee em 1985. As musicas foram Silver and Gold, When She’s Gone e School Days( essas duas entraram no EP Down The Wire) Você poder ver o show(melhor, ouvir) nesse link: https://www.youtube.com/watch?v=XSes_Rw52qI&list=PL388C2009CF7B8B36&index=11

Teve também Reach Out que muito fã acha que foi composta pelo Adrian, mas na verdade foi composta pelo Dave Colwell, tanto que em 2008 ele lançou um álbum intitulado de guitars, beers and tears e convidou Adrian para cantar essa musica no álbum.
Como nenhumas dessas musicas o Maiden quis aproveitar Smith deixou guardado junto com outros materiais que já tinha e resolveu lançar um álbum, resolveu ter sua própria banda.

Se você está esperando ouvir heavy metal, sinto muito amigo, mas aqui você não irá encontrar nada do gênero. E sim um Hard Rock, cheios de teclados. Riffs e solos maravilhosos do mestre Smith. Uma pegada mais estilo Bon Jovi nos anos 80, cheios de musicas românticas.  Em minha opinião esse álbum é mais a cara do Adrian. Era o que ele gostaria de fazer no Maiden e não pode ou o que ele gostaria de fazer se tivesse sua própria banda.  
O grande destaque, a cereja do bolo é que o Adrian mostra sua bela voz, mostra que além de ser um grande guitarrista também é um belo vocalista. Que poderia muito bem ser vocalista de qualquer banda. Afinal quem não gostaria de ter Adrian Smith na sua banda seja como guitarrista ou vocalista? E quem conhece a carreira do H antes do Maiden sabe que ele queria ser vocalista. Ou seja, é MUITO Adrian. Tudo que ele fez e que não foi aproveitado pelo Maiden porque não encaixava com estilo da banda está nesse álbum.
Infelizmente não teve uma turnê, pois quando Adrian gravou o álbum ele ainda estava com a Donzela e queria descansar um pouco, já que havia acabado de sair de uma turnê. E também a banda estava em pré-gravação do novo álbum(No Prayer For The Dying) iria sobrecarregar muito o Adrian. Porém o álbum foi lançando após ele sair da banda, ou seja, dava pra fazer alguns shows senhor Smith!

The Lion: Apesar de ser romântica, ela fala sobre uma perda, perda de alguma pessoa amada e como isso o modificou, pois tem um trecho que diz:  Vejo você parada na chuva  como se fosse o destino me chamando e eu nunca mais  seria o mesmo.

Silver and Gold: Nessa é como se dissessem para ele que não vai conseguir fazer algo sozinho, que não tem futuro por causa do passado dele. Mas conforme vai passando o tempo, ele tem que provar que pode conseguir. Tem um trecho que diz: Out in the cold, cold winter city. Que seria uma metáfora: Do lado de fora estando no inverno, frio dizendo que nunca irá conseguir fazer isso sozinho. Talvez seja o medo do Adrian de não conseguir fazer sucesso sozinho, sem o Maiden. Fala sobre sua indecisão.

Down The Wire: Fala sobre estar em mundos separados, mas que a pessoa não está próxima dele. Que a pessoa está distante, mas essa pessoa prometeu que nunca ficaria distante dele. Fala sobre você está apaixonado por alguém mesmo ela não estando perto de você.

You Could Be A King: Nessa fala sobre você ser o que você quiser e não desperdiçar seu potencial, pois se você colocar seu potencial em uso você pode ser o que você quiser.

After The Storm:  Essa tem um pouco a temática do Maiden, já perde um pouco aquela temática do Bon Jovi. Nessa música fala de ouvir pessoas chorando, pedindo misericórdia, de ver faces de pessoas na escuridão.

Misunderstood:  Olha só que coincidência! Bon Jovi tem uma música com esse mesmo título!  Essa musica fala sobre estar enganado, de algo ter saído errado, de ter sido entendido de forma errada.

Kid Gone Astray: Ela mostra muito da indecisão do Adrian (Sim, Adrian é indeciso). A musica diz sobre um garoto que se perdeu, de garotos que se perdem no caminho correto, que perdem o rumo.

Fallen Heroes: Fala sobre a queda dos nossos heróis. Você imagina que a pessoa é de um jeito, mas ela pode te decepcionar. Você queria ser um herói igual a ela e descobre que ela não era aquilo que você imaginava. Será que alguém do Maiden o decepcionou? Nunca saberemos.

Wishing Your Life Away: A mais animadinha do álbum. Fala de como se fosse um prisioneiro, diz sobre um cara estar numa cela olhando para o teto. É como se ele estivesse preso numa situação e desejasse que as coisas fossem diferentes.

Bloond On The Ocean: Fala o que nós estamos fazendo para o mundo, pode ser ecologicamente ou no sentindo de guerra, destruição que estamos trazendo para o mundo.

Blood Brothers: Fala sobre você ter irmãos de sangue, irmãos que não são realmente verdadeiros, mas um amigo tão especial que acaba se tornando de sangue.

School Days: Adrian compara o passado dele como ele era na escola e como ele está no momento que escreveu a musica. Exatamente como imaginamos: A vida na escola é uma chatice, mas quando você sai acaba percebendo que aquela época era melhor.

When She’s Gone:  Nela fala como vai ser a vida depois que a pessoa amada for embora. Fala sobre arrependimentos, de não ter feito algo por medo, sobre você não dar valor a algo e depois perder.

Fighting Man: Lembra do Rumpelstiltskin, pois fala de um lutador que não se sabe onde era,  qual País é, pois ele aparece do nada e que você não deveria pedir favores a ele, que nunca vão capturar ele vivo.

Canções The Lion, Silve and Gold ,Fallen Heroes e Kid Gone Astray em minha opinião são as melhores do álbum. Do EP Down The Wire: When She’s Gone sem duvida é a melhor. Não significa que as outras não são, claro que são boas. O álbum é muito bom, vale a pena tirar um tempinho para ouvi-lo. Não é o melhor álbum dele (mas é meu favorito), mas é sim um bom álbum. Obrigatório todo fã do Maiden, principalmente fã do mestre H ouvir Silver and Gold/Down The Wire, que na época pode não ter sido muito bem recebido pelos fãs da donzela pelo simples fato de não ser Heavy Metal. Por ter uma pegada hard rock estilo Bon Jovi. Acordem! Se ele quisesse fazer Heavy Metal não teria saído do Maiden, ok? Ok!

Faixas do álbum.
The Lion
Silver And Gold
Down The Wire
You Could Be King
After The Storm
Misunderstood
Kid Gone Astray
Fallen Heroes
Wishing Your Life Away
Blood On The Ocean

CD Single
Silver And Gold (remix )
Blood Brothers (Não, não é a mesma música que está no album Brave New World)
Fighting Man  


Sobre Sah

Sah

0 comentários:

Postar um comentário