Bruce Dickinson Fala ao MRO Europe Sobre a Diferença Entre Fãs e Clientes


Antes de sua palestra de encerramento no MRO EUROPE, Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden e proprietário da Cardiff Aviation, falou à Aviation Week sobre as lições que tem aprendido de sua vida em turnês e em como isso se aplica ao MRO (Manutenção, Reparo e Operações) da indústria da aviação.
Dickinson é empresário e piloto, com experiência como Capitão em Boeings 757 e 737. Ele supervisiona todos os aspectos das operações da Cardiff Aviation, inclusive suas instalações de MRO, que acomodam até quatro aviões estreitos, e ostenta um número de operações maiores para clientes fixos.

Sobre as lições de sua vida em turnê com o IRON MAIDEN que ele tem aplicado ao dirigir uma instalação de MRO:
“Bem, o mundo do rock and roll é interessante, porque nós trabalhamos, obviamente, dia e noite em turnê, para ter a banda no palco, para ter tudo funcionando. Isso começa às sete da manhã. Termina às... bem, o show acaba às onze, e lá pela uma da manhã, aqueles oito ou dez caminhões estão carregados e rodando. E às sete da próxima manhã, isso acontece de novo no próximo local. Este ciclo de planejar e ter tudo funcionando como uma máquina bem azeitada, é exatamente como o MRO deveria ser. E o que descobrimos quando eu trabalhava como um piloto comercial era que MROs eram sempre caros e sempre demoravam. Então o que você aprende trabalhando no rock and roll é não ser como esses MROs quando montar sua companhia, e seja capaz de ser flexível. Quero dizer, a coisa principal sobre o MRO é você estar falando com os clientes no fim do dia. As pessoas voam nesses aviões. Se as pessoas não estão voando nos aviões, isso custa dinheiro ao seu cliente, e os clientes também são pessoas. O trabalho deles depende de ter aqueles aviões fora do hangar e trabalhando.”

Sobre os paralelos entre a indústria da aviação e a indústria musical:
“Bem, sim, de um modo muito estranho, eu acho que existem similaridades. Certamente em criar o conceito de nossa série de negócios. Você sabe, nós temos três: treinamento para pilotos, uma linha aérea e o MRO, todos como uma forma de uma grande bolha, como se fosse uma loja de pit stop. Isso é algo que, como músicos, nós estamos acostumados a fazer, especialmente desde a ascensão dos downloads digitais e desde que as gravadoras caíram, e todos os modelos tradicionais despencaram em suas cabeças, e ainda assim as pessoas precisam da música; as pessoas ainda demandam isso muito mais do que já fizeram. Então você tem um produto que todo mundo quer, apenas precisa olhar para ele de um modo diferente. E eu acho que a manutenção de aeronaves, por si só, realmente, é difícil imaginar que isso possa existir desse modo, porque é muito relacionada com tudo mais que acontece na aviação. É um mundo muito grande.”

Sobre transformar clientes em fãs:
“ ‘Transformar clientes em fãs’ é algo que acabou se tornando um bordão. Eu acabei me envolvendo em palestras corporativas, e todo mundo parece ter adorado essa ideia... Como transformar seus clientes em fãs? E basicamente, isso tudo se resume a relacionamentos. A maneira como eu coloco isso é... Eu sempre digo que odeio clientes, porque clientes podem ir embora. Mas se você tem um relacionamento razoavelmente bom com a sua esposa ou parceiro ou o que seja, você não vai embora cada vez que tiver uma briga. Por que? Porque você tem um relacionamento. E esta é a chave para desenvolver estratégias de longo prazo para sua companhia, ou MRO, desenvolver um relacionamento e confiança com seus clientes, para que eles não sejam apenas seus clientes, eles sejam seus amigos. E se eles se tornam amigos, e você tem relacionamentos, quando você fizer uma besteira, e você vai fazer uma besteira, e eles também vão... Estes são os tipos de coisas que, se você tem um relacionamento, você pode resolver. E você resolve do jeito certo. Se você tem essa coisa de adversário, para mim, não é o modo como eu quero fazer negócios, não é o modo como quero trabalhar com as pessoas. Eu procuro construir parcerias de longo prazo, e isso significa relacionamento, e isso significa confiança.”

Confiram a entrevista no vídeo:



Fonte: blabblermouth.net 

Curtam a página Bruce Dickinson Forever: https://www.facebook.com/BruceDickinsonForever



Sobre Michelle Sanches

Michelle Sanches

0 comentários:

Postar um comentário