Mikee Goodman: Entrevista com vocalista que fez parte do Primal Rock Rebellion.

O pessoal da page  Adrian Frederik Smith Fãs fizeram uma entrevista com Mikee Goodman da banda Sikth e que também foi vocalista do Primal Rock Rebellion(Projeto paralelo de Adrian Smith).


AFSF: Você conheceu o Adrian em 2005/2006 quando ele convidou a sua banda SikTh para tocar no aniversário do filho dele Dylan Smith Ou Vocês já se conheciam antes?
Mikee: Eu conheci o Adrian por volta do ano 2000, era amigo de um amigo da família. É uma história longa, mas sim, foi no ano 2000.

AFSF: Como surgiu o convite para o projeto Primal Rock Rebellion?
Mikee: Depois de tocarmos na festa de aniversário do Dylan Smith, Adrian ligou e perguntou se eu queria fazer um som com ele. Ele tinha algumas músicas e queria ver o que eu achava delas.

AFSF: Como foi trabalhar com Smith?
Mikee:Foi uma experiência incrível. Ele é muito calmo e sábio, muito encorajador e uma pessoa que realmente te inspira ter por perto.
AFSF:  Mikee como é que você se prepara durante o processo de composição? Busca inspiração em algo ou simplesmente deixa fluir?
Mikee: Eu geralmente vivo minha vida e tenho várias experiências. Eu também gosto de observar este mundo e as coisas que estão acontecendo. E então deixo as palavras virem a mim. Para inspiração vocal e musical, eu ou sigo a música que alguém quer que eu cante ou conjuro minhas ideias. Ou eu canalizo ideias e improviso.

AFSF: Qual a mensagem que você busca sempre transmitir em suas composições?
Mikee: Se você fala liricamente, isso muda em cada música. Se você fala de expressão, isso também muda. Mas eu acredito que você tem que se expressar, e ser você mesmo nessa vida. É aí que as ideias especiais estão.

AFSF: Gosto bastante do feeling que você transmite em “No Friendly Neighbour”. Qual a canção do Primal Rock Rebellion que você considera mais intensa e profunda?
Mikee: Bom, isso depende em qual contexto.Liricamente, Mirror and the Moon é profunda, e White Sheets Robes também é.E também musicas como Tortured Tone, Search for Bliss. Tem muita beleza, mas também muita dor naquele álbum, liricamente. Como um bom feeling musical, eu acho que I See Lights tem uma vibe escura excelente.

AFSF: Como teus fãs da época de SikTh recepcionaram o Primal Rock Rebellion? Acha que a maioria gostou ou que detestaram e qual a sua opinião sobre os Haters?
Mikee: Eu não acho que muitos fãs de SikTh deram uma chance para PRR. Os fãs de SikTh querem ouvir apenas SikTh, então é bem dificil mostrar mais alguma coisa. Se as pessoas genuinamente não gostassem, eu entenderia a opinião delas. Mas eu esperava que eles dessem pelo menos uma chance.

AFSF: Como você iniciou a sua vida musical? Quais suas principais influências?
Mikee: Eu comecei ouvindo Guns N’ Roses, Black Sabbath e Metallica. Depois, Sepultura, Pantera e então Cannibal Corpse. E depois Korn.

AFSF: Nos últimos meses andaram circulando reportagens relacionadas ao pronunciamento de artistas que disseram que o Rock morreu, um exemplo disso é o Gene (Kiss). Qual a sua visão sobre isso e qual a maior dificuldade que você teve de enfrentar no mundo do rock?
Mikee: A experimentação dentro do rock está em declínio, certamente. Muitos novos artistas querem apenas tocar as mesmas músicas antigas e regurgitar o mesmo antigo som. Eu na verdade tenho uma música inspirada nisso no meu novo álbum. Também, as companhias fonográficas estão com muito medo de assinar com novos artistas, e iriam preferir vender álbuns para fãs de uma certa era ou gênero, do que perder seus empregos se arriscando em algo diferente. Então isso é um lugar chato e exaustivo para se estar. Mas eu ainda acredito em música nova e excitante e quero continuar trazendo isso, mesmo recebendo pouco auxílio das gravadoras e etc.

AFSF: Trabalharia novamente com o Adrian?
Mikee: Sim, eu adoraria

AFSF: Fale um pouco mais sobre Sikth, para que os fãs do Maiden possam conhecer. Mikee foi uma honra para nós formar AFSF para entrevistá-lo. Mais uma vez muito obrigado por ter aceito o nosso convite.
Mikee: Bom, SikTh é uma banda de metal experimental pioneira. Eu acho que o melhor jeito de descobrir uma banda é ouvi-la, então, escutem-nos. Obrigado novamente, muito legal falar com você.



Sobre Sah

Sah

0 comentários:

Postar um comentário